DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

sábado, 22 de março de 2014

BRB promove a inclusão social em seus pontos de atendimento

A Agência Conjunto Nacional contratou, recentemente, uma estagiária com deficiência
auditiva
O Banco de Brasília, como empresa que valoriza princípios ligados à inclusão social e à
valorização do ser humano, busca incluir em seu quadro funcionários portadores de
necessidades especiais.
Recentemente, os gestores da Agência Conjunto Nacional decidiram abrir uma vaga na
equipe de estagiários para um candidato surdo. A proposta foi inovar no quesito
acessibilidade, propiciando mais um canal de comunicação aos clientes surdos, além de
abrir portas para pessoas que, com frequência, enfrentam dificuldades no mercado de
trabalho.

“Sabemos da necessidade da inclusão e da não-valorização do candidato surdo. Em
geral, eles possuem cargos de serviços gerais, mesmo sendo qualificados para cargos de
níveis superiores”, explica a gerente administrativa da agência, Maria Clara Magalhães.
A estagiária selecionada foi Rute Catarina, que cursa Recursos Humanos no IESB. Esta é
sua primeira experiência profissional, o que a deixou bastante ansiosa ao receber a
notícia de que havia sido selecionada para a vaga. Rute afirma que esta é uma
oportunidade muito boa para crescer profissionalmente e acrescenta: “Acho que outros
surdos também conseguiriam trabalhar como eu, em outras agências do banco”.
Ela acredita que o seu maior desafio trabalhando na agência é a comunicação com todos
os empregados. Explica, ainda, que no início do estágio teve mais dificuldade, pois as
pessoas não sabiam falar em libras e tinham vergonha de perguntar. Porém, atualmente,
elas já se aproximam para fazer perguntas e tirar dúvidas com ela. “Acho que, no futuro,
será mais fácil para o próximo estagiário surdo, porque a comunicação já está sendo
estabelecida”, afirma.

Banco de Brasília
Assessoria de Comunicação
3412.8474

Nenhum comentário:

Postar um comentário