DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

segunda-feira, 30 de junho de 2014

QUEM NÃO É VISTO! NÃO É LEMBRADO!

Em seu 5º ano, o Jornal Daqui, luta pelo desenvolvimento Cultural, Informativo e Social das Regiões Administrativas do Distrito Federal
Neste sentido, como forma de divulgar ás empresas, os produtos e serviços que estão disponibilizados em nossa cidade para a comunidade e consumidores da região e do Distrito Federal, estamos editando em parceria com a Mídia Impressa Jornal e Comunicação Ltda EPP, o Jornal Daqui, no Formato Germânico, 06 colunas, 16 páginas coloridas, tiragem mensal de 30.000 exemplares com distribuição GRATUITA em São Sebastião, Lago Sul, Rodoviária do Plano Piloto, Jardim Botânico, Jardins Mangueiral, Paranoá, Itapoã e nos órgão do GDF
Fechamos a edição todo dia 13 de cada mês, e a distribuição é todo dia 15.


Comida brasileira conquista paladar dos estrangeiros

    Foto: Hmenon Oliveira

    Comida brasileira conquista paladar dos estrangeirosVariedade gastronômica das culinárias regionais caiu de vez no gosto dos torcedores que estão em Brasília para os jogos da Copa do Mundo
     O primeiro passo é vencer o medo do desconhecido, o segundo é não se entregar de vez ao pecado da gula. Os turistas estrangeiros que estão em Brasília para acompanhar os jogos da Copa do Mundo se mostram, em um primeiro momento, resistentes na hora de experimentar alguma comida típica brasileira. Porém, vencida essa barreira, o difícil é resistir às mais variadas iguarias da culinária do Brasil.

    A Seleção da Malásia não se classificou para a Copa do Mundo do Brasil, mas não foi por isso que o país asiático deixou de mandar um verdadeiro time para ver os craques do futebol de perto. Sete malaios estão percorrendo estados brasileiros para acompanhar os duelos do Mundial e aproveitar os intervalos entre um jogo e outro para dar umas boas garfadas.

    Em um balanço rápido feito com os donos de barracas de comidas típicas da Feira da Torre de TV, ninguém reclamou de falta de interesse por parte dos turistas estrangeiros. "A procura está quase igual a dos brasileiros. Eles gostam mais de beber, mas estão comendo bastante também. Tem dia que falta mercadoria", disse o gerente de uma barraca de churrasquinho.

    Torcedores aprovam transporte público da capital

    Torcedores aprovam transporte público da capital

    Foto: Mariana Raphael
    Antes do jogo, de acordo com informações preliminares da TCB, cerca de 10 mil pessoas foram transportadas somente no Parque da cidade
    Torcedores que compareceram ao Estádio Mané Garrincha, nesta segunda-feira (30), para a partida entre França e Nigéria, elogiaram o esquema de transporte público montado pelo GDF. Somente no Parque da Cidade, antes do início do jogo, cerca de 10 mil pessoas foram transportadas, segundo dados preliminares da TCB.


    ESPETÁCULO: O PALHAÇO VIAJANTE


    O espetáculo: O Palhaço Viajante foi criado e produzido com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal, através do Projeto: A Viagem do Palhaço pela Cultura Popular, coordenado por Diones Gomes da Silva.
    O espetáculo é dirigido por Eduardo Marucci de Menezes, que compõe o elenco com Diones Gomes da Silva e Gigliola Mendes, tendo como produtora executiva: Vera Lúcia Marucci de Menezes. 
    Com o apoio da Coordenação Regional de Ensino de São Sebastião, o espetáculo foi apresentado, nos meses de abril e maio, nas seguintes escolas públicas: Centro de Ensino Fundamental São José, Centro de Ensino Médio 01, Escola Classe 303 e Centro Educacional São Francisco, beneficiando mais de 1.000 alunos. Devido a excelente receptividade, por parte do público, a grupo pretende buscar patrocínio para a circulação local, regional e nacional do espetáculo.
    Além do espetáculo, o projeto realizou OFICINA DE TÉCNICAS CIRCENSES, nas modalidades de: acrobacia, malabarismo e musicalização, beneficiando 36 alunos do 1º e 2º períodos do Centro de Ensino Fundamental Nova Betânia.
    O espetáculo apresenta a saga de um palhaço que nascido na numa aldeia indígena da Amazônia, motivado pela curiosidade de conhecer e entender o mundo, viaja pelas regiões do país, mantendo contato com diversas fontes e manifestações culturais, como: Circo, Hip Hop, Samba, Chula, Malabarismo com Facões, Bumba meu Boi, Maracatu, Frevo, Capoeira e Cavalhadas.

    Ao final do espetáculo, a Ciranda é formada e dançada por todos (público e artistas), para reforçar a importância da união, da aceitação das diferenças, comemorando a descoberta de que TODOS SOMOS UM

    Cooperativa de leite recebe equipamentos

    Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
    Caminhão-tanque e seis tanques de resfriamento ajudarão agricultores a reduzir custos para produzir bebidas lácteas e queijos
    A Cooperativa Agropecuária de São Sebastião (Copas) recebeu da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF) um caminhão-tanque e seis tanques de resfriamento de leite para cooperados da agricultura familiar.
    Os equipamentos foram adquiridos por meio de contrato de repasse com o Ministério da Agricultura, por intermédio da Caixa Econômica Federal. O anúncio da entrega e a assinatura do convênio de transferência dos bens com a Copas foram feitos pelo governador Agnelo Queiroz na Agrobrasília, durante o GDF Junto de Você Rural, em 17 de maio.
    Agora, com o novo caminhão, o custo do frete será reduzido e beneficiará todos os agricultores cooperados. Parte da coleta do leite nas propriedades era terceirizada, pois a cooperativa contava apenas com um veículo.
    "Essa entrega vai nos beneficiar muito, pois o custo de manutenção é muito caro para nós, e o nosso caminhão, por ser muito antigo, exigia muita manutenção. Com essa aquisição, os cooperados não precisarão mais ter esse gasto", disse Luiz Torres, presidente da Copas.
    Com 12 anos de funcionamento, a cooperativa iniciou as atividades por meio de iniciativa da Emater-DF e se desenvolve com apoio de políticas governamentais. "A Copas surgiu da Emater, que uniu os produtores para saírem da dependência das grandes indústrias. Temos só o que agradecer ao governo, que estimula e dá suporte para o nosso desenvolvimento", falou Torres.
    O secretário de Agricultura, Lúcio Valadão, disse que o apoio dado pelo GDF tem sido correspondido. "Vemos a ampliação da estrutura da cooperativa e o apoio dado aos agricultores cooperados. Nós apoiamos a Copas porque acreditamos no que está sendo feito", falou.
    No início das atividades, a cooperativa de laticínios processava 420 litros de leite por dia. Hoje, são 14 mil litros diários para a fabricação de bebidas lácteas e queijos, comercializados principalmente em programas de compras governamentais, como o Programa de Aquisição da Produção da Agricultura do Distrito Federal (Papa-DF).
    O novo caminhão dará suporte à cooperativa principalmente no atendimento às demandas desse mercado institucional. Até o final do mês, a Copas receberá outro caminhão, adquirido por meio do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), com o apoio do Fundo de Aval.

    Fonte: Agência Brasília

    terça-feira, 24 de junho de 2014

    A copa e o extravio de bagagem

    Por Dr Orisson Costa

    No mês da copa aumentou muito o número de passageiros que se deslocam para assistir os jogos de sua seleção nacional sobrecarregando os aeroportos e testando a qualidade dos serviços das companhias aéreas.
    Estes serviços, a despeito de toda fiscalização, apresentam falhas que para o viajante significa um verdadeiro tormento principalmente quando se depara com sua bagagem extraviada ou danificada, furto, overbooking, atraso ou cancelamento inesperado dos vôos.
    Fique atento. O art. 14 do Código de Defesa do Consumidor diz que o prestador de serviço, no nosso caso, as companhias aéreas, são objetivamente responsáveis pelos danos causados aos consumidores pelo defeito na prestação de serviços. Os casos acima mencionados são meramente exemplificativos e não esgotam o rol de contratempos que podem ocorrer. Quando ocorrem se qualificam como defeito na prestação de serviço passível de indenização.
    No caso de extravio procure a empresa aérea preferencialmente ainda na sala de desembarque ou em até 15 dias após a data do desembarque e relate o fato em documento fornecido pela empresa (como o Registro de Irregularidade de Bagagem – RIB) ou em qualquer outra comunicação por escrito. Para fazer sua reclamação é necessário apresentar o comprovante de despacho da bagagem, que é a prova do contrato de transporte.
    Ocorrendo danos à bagagem, procure a empresa aérea para relatar o fato logo que constatar o problema, preferencialmente ainda na sala de desembarque. Esse comunicado por escrito poderá ser registrado na empresa em até 7 dias após a data de desembarque. A bagagem poderá permanecer na condição de extraviada por, no máximo, 30 dias (vôos domésticos) e 21 dias (vôos internacionais). Caso não seja localizada e entregue nesse prazo, a empresa deverá indenizar o passageiro.
    O aeroporto Internacional de Brasília, já conta um Posto Avançado do 7º Juizado Especial Cível. O serviço funciona em tempo integral todos os dias da semana, inclusive domingos e feriados, e tem como principal função promover a conciliação entre consumidores usuários dos serviços das companhias aéreas e as empresas prestadoras desses serviços.
    Observe no julgado abaixo transcrito que além da indenização por danos morais a empresa aérea é obrigada a indenizar o passageiro por danos materiais independentemente de haver lista dos objetos transportados. Vejamos:
    APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS MATERIAIS E MORAIS. TRANSPORTE AÉREO. EXTRAVIO DE BAGAGEM. RELAÇÃO DE CONSUMO (CDC). RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA. DANOS MATERIAIS. BENS ARROLADOS. COMPATIBILIDADE. MENSURAÇÃO. SENSO DE EXPERIÊNCIA COMUM. ARBITRAMENTO. RAZOABILIDADE. DANO MORAL. OCORRÊNCIA. VIAGEM DE FÉRIAS. SENTENÇA MANTIDA. - A responsabilidade civil das empresas de transporte aéreo pelo extravio de bagagem é objetiva, devendo prevalecer as disposições do Código de Defesa do Consumidor. - Incorre em defeito na prestação dos serviços ofertados a empresa aérea que não cumpre a contento o dever de guarda e vigilância sobre as bagagens dos passageiros, trazendo à lume a obrigação de responder civilmente pelos danos causados.
    - Os danos materiais devem ser arbitrados com razoabilidade, utilizando-se do senso de experiência comum. - Merecem ser ressarcidos os valores relativos aos bens descritos como extraviados, que se mostrem condizentes com a condição econômica do passageiro e compatíveis com a realidade daqueles que empreendem uma viagem de férias, excluindo-se, todavia, itens de alto valor cujo despacho não é recomendado. - Inquestionável o abalo moral suportado pelo passageiro que, em viagem de férias com o objetivo específico de descansar, vê-se privado de todos os seus pertences pessoais, em local estranho ao de sua residência, passando por aflições que interferem na sua paz de espírito. - Recurso de apelação desprovido. Unânime. (Acórdão n.776174, 20110112169804APC, Relator: OTÁVIO AUGUSTO, Revisor: SILVA LEMOS, 3ª Turma Cível, Data de Julgamento: 26/03/2014, Publicado no DJE: 07/04/2014. Pág.: 518

    2º arraiá da ACISS 2014

    O Presidente da ACISS, Júnior Carvalho recebeu no ultimo sábado 21/06, em sua casa na Fazenda Gavião na BR 251 Km28, Zona Rural de São Sebastião, Produtores Rurais, comerciantes, convidados, e autoridades para o já tradicional Arraiá da ACISS, com excelente estrutura e iluminação, os presentes dançaram ao som de Fábio Henrique e Deleon e Garotos.COM, segundo avaliação dos organizadores mais de 1.500 pessoas estiveram presentes.
    Na oportunidade Júnior Carvalho falou da alegria de sua família e da Diretoria da ACISS em receber a todos, destacou que no próximo dia 29/06 será a convenção do PRTB seu partido e do Gov. Roriz e aproveitou para apresentar para todos o seu parceiro o pré candidato a Deputado Federal o médico Rafael Barbosa alagoano com vasto currículo de serviços prestados ao GDF e Gov. Federal.
    Amigos de São Sebastião, Taguatinga, Itapuã, Paranoá, M.Norte, Ceilandia Norte e Sul, Setor “O”, Samambaia, Recanto das Emas, Gama e de outras regiões do DF estiveram na confraternização do 2º Arraia da ACISS prestigiando Júnior Carvalho e sua Diretoria. O Arraia foi um sucesso só.
    A jornalista Poliana Costa, em uma conversa amigável no arraiá, perguntou para Júnior Carvalho sobre a questão Política em São Sebastião,
    Júnior Carvalho disse que a população de São Sebastião amadureceu politicamente e hoje já sabe distinguir os aventureiros candidatos que visitam nossa Região somente em época eleitoral, fazem muitas promessas, mas alem de não cumprir nada deixam a região Órfão de representação 4 anos com seus problemas e dificuldades destacou Júnior, somos os únicos responsáveis pelas nossas escolhas. “cidadania e voto consciente esse é o nosso lema”, precisamos de um representante na Câmara Legislativa que conheça os nossos problemas e tenha proposta e solução imediata de médio e longo prazo, para equacionar e resolver todas as nossas dificuldades, melhorando o bem estar da população e a qualidade de vida em nossa Região administrativa e no Distrito Federal, finalizou Júnior Carvalho.”
    Abaixo as fotos do 2º arraiá da ACISS: