DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Mais de um bilhão de fumantes no mundo



Especialistas enumeram os malefícios do cigarro e alertam para as doenças causadas pelo consumo de nicotina
Considerado pela comunidade médica uma doença gravíssima e um problema de saúde pública, o tabagismo atinge cerca 1,2 bilhão da população mundial adulta, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o que representa mais de 15 bilhões de cigarros consumidos diariamente. Neste 29 de agosto, comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo e, mais uma vez, autoridades e entidades de todo o país concentram esforços em campanhas de conscientização.
De acordo com Selmo Minucelli, oncologista do laboratório Exame, o cigarro chega a matar hoje, nos países em desenvolvimento, mais que a soma de outras causas evitáveis de morte, tais como o uso de cocaína, heroína, álcool, acidentes como incêndios, suicídios e até o vírus da AIDS. Além disso, o tabagismo é causa de grandes prejuízos às pessoas e à sociedade. Um estudo realizado pelo Banco Mundial estimou que o tabagismo resulta em uma perda global de US$ 200 bilhões por ano em função de mortes prematuras, incapacitação, adoecimento, aposentadorias precoces e faltas ao trabalho, sendo que, aproximadamente, a metade deste montante ocorre em países em desenvolvimento. No Brasil, os gastos sociais determinados pelo consumo de cigarros também são altos e superam, em muito, a arrecadação de impostos provenientes da indústria do tabaco.
A cardiologista Marly Uellendahl, do laboratório Exame, considera o tabaco o principal fator de risco, evitável, para as doenças cardiovasculares. “O fumo aumenta consideravelmente a chance de se ter um infarto do miocárdio, além de provocar inúmeras outras doenças, como o câncer”, explica a médica. No Brasil, a pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico 2011 (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde, indica que 14,8% da população são fumantes, sendo que 18% são homens e 12% mulheres. No Distrito Federal, 14% das pessoas maiores de 18 anos fazem uso de cigarro.
Apesar de ser associado sempre a doenças cardíacas, o tabagismo provoca, também, câncer de pulmão, câncer de brônquios e enfisema pulmonar, que leva o fumante a sofrer acidente vascular cerebral (derrame cerebral), além de causar impotência sexual, complicações do coração, câncer de cordas vocais, língua, boca e faringe. “Estas são importantes e frequentes patologias associadas ao fumo e que muitas vezes, ao serem eliminados, por conta de sua malignidade e extensão, mantêm o paciente respirando via traqueostomia”, reforça o oncologista Selmo Minucelli.
Os fumantes passivos não estão de fora das estatísticas alarmantes do tabagismo. Segundo a Vigitel 2011, 11,8% dos brasileiros fumam passivamente no domicílio e 12,2% no trabalho. “Eles têm contato direto com 30 substâncias cancerígenas presentes na fumaça do cigarro. Além disso, o risco de um fumante passivo desenvolver um infarto do miocárdio é 25% maior do que a população não fumante e 30% maior de ter câncer de pulmão, entre outras doenças”, destaca Marly. Ela acrescenta que os programas  de educação sobre os riscos do tabagismo e as medidas  restritivas como a Lei Antifumo, aprovada em 2010, pode contribuir na redução do consumo de tabaco e evitar, também, os efeitos do fumo passivo.
Saiba mais:

- a fumaça do cigarro possui 4.720 substâncias químicas nocivas e pelo menos 60 delas são reconhecidamente cancerígenas, além de irritantes e tóxicas ao pulmão;
- crianças que convivem com fumantes têm incidência maior de doenças alérgicas e respiratórias, como a asma, pneumonia, sinusite e alergia;
- fumar causa doença vascular que pode levar à amputação de dedos e pernas;
- ao fumar você inala arsênico e naftalina, também usados como veneno de ratos e baratas;
- fumar causa câncer de laringe, câncer de pulmão, câncer de boca, entre outros;
- em gestantes, o ato de fumar pode resultar em partos prematuros, aborto espontâneo e o nascimento de crianças com anomalias e de baixo peso;
- o uso de tabaco obstrui as artérias, dificulta a circulação do sangue, leva ao enfisema pulmonar, à perda dos dentes e causa morte por doenças do coração.



Sobre o Exame Laboratório e Imagem

O Exame nasceu há 36 anos em Brasília e atualmente possui mais de 300 colaboradores e 29  unidades de atendimento no Distrito Federal e Entorno. Considerado uma referência para o segmento de exames por análises clínicas brasileiro, disponibiliza serviços e soluções diferenciados, oferecendo qualidade, confiança, credibilidade, conveniência e tecnologia de ponta. Através do Exame Melhor Idade oferece medicina diagnóstica com qualidade a preços populares para idosos, e também conta com espaço exclusivo para as crianças. Com o objetivo de buscar continuamente a inovação, a marca conta com unidades em hospitais e em importantes centros comerciais, que disponibilizam mais de três mil exames de análises clínicas e diagnóstico por imagem no mesmo local. Para mais informações:    www.laboratorioexame.com.br.

GDF realiza o maior mutirão de cirurgias da rede pública



Serão atendidos mais de 16 mil pacientes.  Meta é zerar a fila de espera em diversas especialidades médicas e reduzir em até 70% a demanda por cirurgias como a vascular
 O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, e do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançou na quinta-feira o programa Saúde Para Todos. Ele realizará um mutirão de 16.632 cirurgias, além de consultas de especialidades e exames complementares.
O mutirão não vai alterar o fluxo de atendimento normal dos hospitais. De segunda a sexta-feira, ocorrerá em horários alternativos: entre 18h e 22h, para as consultas e, entre 19h e 1h nos centros cirúrgicos. Aos sábados e domingos, será o dia todo. O procedimento segue até junho de 2013.
A expectativa do governo é zerar a fila de espera em grande parte das especialidades com o mutirão, o maior já realizado na rede pública do DF. “Durante muito tempo, a saúde pública ficou sucateada e apenas cirurgias de emergência eram realizadas. Agora tomamos a iniciativa de enfrentar a fila de espera”, destacou Agnelo Queiroz, anunciando que ele fará algumas cirurgias. “O esforço é de todos os profissionais da rede. Essa é uma forma de  dar uma contribuição.”
O ministro Alexandre Padilha exaltou o empenho da atual gestão do GDF em oferecer à população saúde de qualidade. “O DF conseguiu realizar, em 2011, mais cirurgias do que em 2010, e agora está de parabéns por mais essa iniciativa”, elogiou o ministro.
Cerca de 2 mil profissionais estarão mobilizados no mutirão. Ele será realizado em toda a rede pública, que conta com 12 centros cirúrgicos e 48 salas de cirurgias instaladas nos 11 hospitais regionais e no Hospital de Base. Com a criação dos novos turnos de trabalho, haverá um aumento real de 90% na oferta de salas de cirurgia.
Qualidade de vida – Aos 55 anos de idade, Maria Waldez comemorou a iniciativa do mutirão. À espera de uma cirurgia vascular há três anos, a servidora pública conseguiu marcar a operação para a próxima quinta-feira (6), no Hospital Regional da Asa Norte. “Tenho dores, formigamento e coceira nas pernas, além do risco de desenvolver uma trombose. Agora esse incômodo vai acabar”, disse Maria Waldez.
Para ela, a ação significa melhoria da rede pública de saúde. “À medida que o governo realiza os mutirões, as demandas das pessoas são resolvidas e o atendimento nos hospitais fica mais fácil e rápido.”
De acordo com o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, a estratégia da atual gestão de recuperar o sistema público de saúde possibilitou a realização dos mutirões. “Reconstruímos a rede, contratamos profissionais e investimos em estrutura física. Quando assumimos, cerca de 30 salas de cirurgia estavam fechadas”, afirmou o secretário, que ressaltou ainda o esforço do GDF para  modernizar os hospitais e recompor o quadro de pessoal.
Parceria – O mutirão é uma ação integrada com o Ministério da Saúde. O investimento total nas cirurgias será de R$ 34 milhões, dos quais R$ 26,4 milhões do GDF e R$ 7,6 milhões do governo federal. Além das especialidades previstas pelo ministério – oftalmologia, urologia, ginecologia, ortopedia, otorrinolaringologia, cirurgia geral e vascular –, foram incluídas, no DF, a cirurgia de trauma de face: ao todo, 126 pacientes serão beneficiados.
O ministro da Saúde destacou, ainda, ações e investimentos bem-sucedidos do GDF. "Dentro do SOS Emergências, iniciado nos principais prontos-socorros do país, o DF já alcançou resultados importantes. Entre eles, o aumento de 100% do número de macas no Hospital de Base e a reestruturação da unidade”, disse Padilha.
Esforço concentrado – O mutirão será apenas o início de um esforço integrado para regularizar a situação das cirurgias no DF. “Quem vai participar dos mutirões são pacientes que já têm indicação cirúrgica, solicitação de exames, e aguardam na fila. As demandas que surgem no dia a dia serão atendidas dentro do sistema normal do hospital, que continuará com as cirurgias marcadas e de emergência”, explicou Agnelo Queiroz.
 “Vamos operar até o último paciente. A partir daí as pessoas conseguirão operar rapidamente, sem necessidade de espera”, acrescentou o secretário de Saúde. “Este governo está fazendo uma gestão de qualidade em parceria com o Ministério da Saúde”, afirmou o diretor do Hospital de Base, Julival Ribeiro.

Confira o cronograma do mutirão de cirurgias:
Especialidades
Cirurgia
Data
Duração
Odontologia
164
22/set
1 mês
Urologia
408
08/set
10 meses
Vascular
2.000
04/set
10 meses
Otorrinolaringologia
760
08/set
10 meses
Geral
7.920
03/set
10 meses
Ortopedia
2.180
10/set
10 meses
Ginecologia
1.200
15/set
10 meses
Oftalmologia
2.000
01/set
10 meses
Total
16.632


Mais detalhes

SLU realiza operação para limpar Praça dos 3 Poderes



Neste sábado (01), à noite, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), vão realizar uma ação conjunta para revitalizar a Praça dos 3 Poderes. O objetivo da medida é deixar a cidade pronta para as festividades do Dia da Independência, no feriado de 7 de setembro.
O SLU e a Novacap vão destinar 60 funcionários para a lavagem da Praça dos 3 Poderes, além de 8 caminhões pipa. Quarenta funcionários do SLU serão responsáveis pela limpeza das calçadas, com a varrição e catação normal, além de lavagem com equipamentos especiais, que possuem enceradeiras, para limpar o chão do local. Nesse mesmo sentido, a Praça da Bandeira recebe a pintura dos meios fios hoje e amanhã (01).
Para o Diretor Geral do SLU, Gastão Ramos, a operação representa o desejo da atual gestão em deixar a cidade mais atrativa. “Nesta semana a ação foi intensificada, em um empenho para reforçar a limpeza de Brasília e preparar a cidade para o 7 de setembro. Mas a meta é manter o padrão. Quando todos trabalham juntos a eficácia do trabalho é maior”, defende.

GDF convoca mais servidores para reforçar transporte urbano


Secretaria de Estado de Comunicação Social


No DODF desta sexta-feira (31), DFTrans chama 116 analistas e 22 técnicos. Eles serão responsáveis, especialmente, por executar o Plano Diretor de Transporte Urbano do Distrito Federal e Entorno (PDTU)

 O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, nomeou hoje 116 analistas (planejamento e operação, administrador, arquivista, direito e legislação, contador e economista) e 22 técnicos (agente administrativo e contabilidade) para a autarquia Transporte Urbano do DF (DFTrans). O reforço no quadro de pessoal tem como objetivo, em especial, colocar em prática o Plano Diretor de Transporte Urbano do Distrito Federal e Entorno (PDTU). A convocação foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do DF (DODF).

O plano detalha ações e medidas para melhorar o deslocamento da população nas áreas urbanas. Entre elas, a articulação de vários tipos de meios de transporte, como os ônibus de menor e maior capacidade e o metrô, a implantação de eixos de transportes, a integração operacional e tarifária, além da construção e reforma de terminais, estações e pontos de partida.  “O sistema de transporte do DF é  uma das maiores lutas desse governo para dar à população uma vida mais digna”, afirma o governador Agnelo Queiroz.

Segundo o diretor-geral do DFTrans, Marco Antonio Campanella, os analistas convocados serão responsáveis por planejar o funcionamento do sistema de transporte por meio de uma programação operacional e de análise de dados. “Em um momento de reestruturação do transporte coletivo, os novos servidores reforçarão as áreas de gestão, planejamento e fiscalização do órgão”, diz.

Marco – Concebido pelo GDF no ano passado e aprovado por unanimidade pela Câmara Legislativa, também em 2011, o PDTU é um marco no sistema de transporte do DF. Por 36 anos, a capital federal ficou sem um plano que definisse as condições apropriadas para a circulação de pedestres, de motoristas e de ciclistas.

Além de encerrar o ciclo de descaso com o setor, o PDTU garantiu ao Distrito Federal estar entre os contemplados no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a mobilidade urbana nas grandes cidades, lançado em abril deste ano. A verba de R$ 2, 2 bilhões será destinada à conclusão do sistema de transporte do Eixo Sul (que liga Gama e Santa Maria ao Plano Piloto, por meio do Expresso DF), Eixo Oeste (que liga a EPTG ao centro de Taguatinga; a Comercial Norte à Avenida Hélio Prates; e o SIA ao Terminal da Asa Sul e à Rodoviária do Plano Piloto), além da expansão e modernização do metrô.


Mais detalhes

Lançamento de livro sobre Torre Digital abre Semana JK



A história do monumento mais visitado do Distrito Federal é contada, em detalhes, pelo escritor e jornalista Silvestre Gorgulho
 O governador Agnelo Queiroz participou, na noite desta sexta-feira (31), da abertura da Semana JK-2012. O evento ocorreu na Torre Digital e foi marcado pelo lançamento do livro A Flor do Cerrado: Torre de TV Digital de Brasília, de autoria do jornalista, escritor e ex-secretário de Cultura do DF, Silvestre Gorgullho.
“O livro tem grande significado, porque conta a história desse fantástico monumento, tão importante para Brasília”, destacou o governador Agnelo Queiroz.“É uma honra para todos nós. Queremos fazer de Brasília essa capital grandiosa, do tamanho do sonho de JK e de todos os brasileiros”, acrescentou o governador.
Agnelo Queiroz entregou a Maristela Kubitscheck, filha de Juscelino Kubitscheck, um troféu em forma da Torre Digital com a célebre frase do ex-presidente: “Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das mais altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com uma fé inquebrantável e uma confiança sem limites no seu grande destino”. O troféu simbolizou a abertura da Semana JK-2012. “Tenho certeza de que JK está olhando do alto da torre por todos nós. Se vivo fosse, ele viria para fazer uma serenata em todo pôr do sol que tivesse aqui nesse mirante”, declarou Maristela.
Com o belo cenário proporcionado pela vista de uma das pétalas da Torre de TV Digital, amigos do escritor Silvestre Gorgulho, jornalistas e autoridades, como o vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filipelli, e diversos secretários de Estado, prestigiaram o lançamento do livro que relata todo o processo de construção do mais novo monumento do DF e mais recente obra projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer na cidade. O livro recebeu como título o apelido dado pelo próprio criador: Niemeyer batizou o ponto turístico como “Flor do Cerrado”. A edição traz informações e histórias curiosas sobre os bastidores da obra.
“Este livro tem dois objetivos principais. O primeiro é contar toda a história da torre, o monumento mais visitado de Brasília e um dos mais recentes de Oscar Niemeyer. O segundo é marcar o começo da Semana JK-2012 e prestigiar um grande presidente e estadista”, ressaltou o autor Silvestre Gorgulho.
Em uma edição bilíngue de 240 páginas, recheada de fotos e com prefácio de Maristela Kubitschek, o livro teve tiragem de 7 mil exemplares, sendo 10 deles em braile.
Gorgulho, que acompanhou e documentou o processo de construção da Torre Digital, detalhou todas as etapas da obra iniciada em julho de 2008. Antes de cada capítulo, é feita uma homenagem a Brasília ou a Oscar Niemeyer. O jornalista incluiu em seu livro o nome dos 741 operários, do lavador de carros ao engenheiro, que trabalharam na construção da torre.
A publicação relata ainda o tempo em que a construção ficou paralisada, até o período em que o governador Agnelo Queiroz assumiu o GDF e se comprometeu a retomar a obra, inaugurada no aniversário de 52 anos de Brasília, em 21 de abril de 2012.
A apresentação do grupo de percussão feminino Batalá e a performance de um casal de malabaristas que desceu a Torre Digital de rapel, seguida de uma serenata, também marcaram a noite de lançamento do livro.
Estrutura– O monumento é um atrativo turístico e terá a função de garantir a transmissão do sinal digital, o que beneficiará os brasilienses com imagens de TV em alta definição. Segundo levantamento da Secretaria de Turismo (Setur), realizado entre maio e julho deste ano, a Torre de TV Digital é o monumento mais visitado do Distrito Federal.
Localizada em um dos pontos mais altos do DF, na região do Colorado, a Flor do Cerrado ocupa uma área de 8,5 mil m² e tem 185 metros de altura. Dos 120 metros construídos em concreto (outros 65 metros serão de estrutura metálica da torre de transmissão), surgem duas ramificações laterais semelhantes a galhos. Nas extremidades estão cúpulas em formato similar a pétalas. Três elevadores, com capacidade para 12 pessoas, levam os visitantes aos três pavimentos.
É possível apreciar a torre e dela contemplar a capital sob diversos ângulos. Do mais surpreendente deles, o mirante, avistam-se todos os pontos da capital a 120 metros do solo. O espaço dispõe de janelões com dois metros de diâmetro cada um e tem a capacidade para abrigar 74 pessoas.
Os boxes para as emissoras também estão prontos, cada um deles com 90m² distribuídos em sala geral, sala de operações e banheiro, além de um estacionamento com 746 vagas. A próxima etapa da obra é a compra e instalação da antena, bem como a ocupação dos boxes pelas TVs.
Também participaram da solenidade de lançamento administradores regionais, parlamentares e a neta de Oscar Niemeyer, Ana Lúcia Niemeyer.
Mais detalhes

UPA já está funcionando em São Sebastião


O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, inaugurou nesta sexta-feira (31), em São Sebastião, mais uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do DF. A estrutura, destinada ao atendimento de urgências e emergências nas áreas de clínica médica e pediatria, vai beneficiar cerca de 130 mil moradores da região e reduzirá a procura pelo Hospital Regional do Paranoá.
"Estamos mudando uma cultura na saúde pública do DF, de procura ao pronto-socorro de hospitais em casos não hospitalares. Com o investimento em unidades
de atenção primária e no atendimento de emergência perto das casas das pessoas, vamos resolver a distorção na saúde pública e criar um novo conceito de atendimento", destacou Agnelo Queiroz.
O investimento na unidade chega a R$ 3 milhões – recurso do GDF e do Ministério da Saúde. Com capacidade para atender 450 pessoas por dia, a UPA de São Sebastião conta com equipamentos e materiais para consultas e exames, e 16 leitos para pacientes em observação. Para trabalhar no local, foram contratados 170 servidores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e de radiologia, além de pessoal da área administrativa e laboratorial. Os profissionais fazem parte dos 360 concursados que tomaram posse no dia 28.
De acordo com o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, a UPA vai melhorar de imediato a assistência aos moradores da região. "A reivindicação da comunidade por investimentos na Saúde era antiga, e essa unidade atenderá as demandas da população 24 horas por dia", ressaltou o secretário, lembrando que essa é mais uma ação para devolver qualidade à Saúde no DF.
A próxima Unidade de Pronto Atendimento será entregue no Núcleo Bandeirante, até o final do mês de setembro. De acordo com a Secretaria de Saúde, outras 10 unidades estão em processo de licitação e as obras devem começar em outubro.
A empregada doméstica Socorro dos Santos, de 28 anos, estava levando a filha para tentar atendimento no hospital do Paranoá, quando foi avisada sobre a UPA, que entrou em funcionamento no começo da tarde. "Será ótimo não ter que gastar com passagem ou passar o dia inteiro longe de casa", comemorou.
Conquista – Para a gerente da UPA de São Sebastião, Moema Campos, a inauguração da unidade vai melhorar o sistema de classificação de risco na região. "Antes só contávamos com os dois extremos: o centro de saúde, aqui, e o hospital, no Paranoá. Agora, poderemos fazer uma classificação mais precisa e ordenar o fluxo de atendimentos", explicou a gerente.
A dona de casa Daniela Holinger, de 33 anos, elogiou a iniciativa. Para ela, a principal vantagem da instalação da unidade será a comodidade. "Vai melhorar 100%, principalmente para nós, que temos filhos, pois não vamos precisar nos deslocar", disse Daniela, mãe de três filhos.
Funcionamento – Fruto de uma parceria entre o Governo do Distrito Federal e o Ministério da Saúde, as UPAs são estruturas de complexidade intermediária entre as unidades básicas de saúde e as portas de emergência dos hospitais. Com eficiência comprovada, as unidades possuem índice de 97% de resolutividade dos casos, o que representa menos procura aos hospitais.
As UPAs funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, e têm capacidade para resolver grande parte das urgências e emergências, que incluem pressão e febre alta e fraturas. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro conforme a classificação de risco, priorizando os casos mais graves. Caso seja necessário, o paciente é encaminhado a um hospital da rede pública.
O próximo passo em São Sebastião é completar a rede de atendimento público, o que inclui a construção de um hospital. "O programa da Secretaria de Saúde prevê a implantação de unidades conforme a necessidade. A construção de um hospital na região está no programa do governo", garantiu Agnelo Queiroz.


por: Jeova Rodrigues jeovarodriguespt13@gmail.com

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Gastos da Câmara Legislativa continuam abaixo da Lei de Responsabilidade Fiscal



Nos últimos 12 meses (agosto de 2011 a julho de 2012) os gastos com pessoal da Câmara Legislativa do DF alcançaram R$ 203,1 milhões. Com isso, de acordo com os critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a participação dessas despesas em relação à receita corrente líquida do DF no mesmo período atingiu o índice de 1,49%, mantendo-se muito abaixo dos limites máximo (1,70%) e prudencial (1,62%) estabelecidos pela lei.  Os dados constam do Relatório Analítico de Acompanhamento da Execução Orçamentária da CLDF relativo ao período de janeiro a julho de 2012. O documento, elaborado pela Coordenadoria de Planejamento e Elaboração Orçamentária, foi publicado no Diário da Câmara Legislativa (DCL) desta segunda-feira (20).

Os dados positivos apontados pelo relatórios foram destacados pelo presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício (PT), como um resultado do esforço coletivo da Mesa Diretora e dos deputados distritais em cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), adequando os gastos do legislativo à realidade financeira do DF.”Vamos continuar trabalhando para garantir o enquadramento à LRF, nos próximos meses, como também a transparência dos nossos gastos”, enfatizou o presidente. Patrício explicou que a implantação de um novo modelo de gestão transparente e com foco no controle dos gastos é a marca atual da Câmara Legislativa.
Segundo o relatório, a evolução das despesas com pessoal da CLDF vem confirmando as projeções apresentadas em relatórios anteriores, totalizando até o mês de julho cerca de RS 118,9 milhões e comprometendo 48,7% dos recursos previstos na Lei Orçamentária Anual, no valor de RS 244,1 milhões. Verifica-se neste período crescimento da despesa a partir do mês de maio em função da reposição de perdas inflacionárias e do pagamento de despesas de exercícios anteriores, totalizando neste mês RS 16,8 milhões. No mês de junho foi observado novo aumento de despesa, dessa vez provocado pela antecipação do pagamento de 50% da gratificação natalícia (13º salário dos servidores), totalizando RS 20,1 milhões. Já a despesa apurada em julho correspondeu a RS 16,6 milhões, valor este que deverá ser mantido até o mês de agosto.
Com isto, de acordo com as projeções de despesas a serem realizadas nos meses de agosto a dezembro, a expectativa é que a despesa anual da CLDF com pessoal fique em torno de RS 214,2 milhões, gerando ao final do exercício saldo orçamentário excedente de aproximadamente RS 30 milhões. Considerando este cenário, abre-se a possibilidade de antecipação, no mês de dezembro, do pagamento de férias dos servidores previstas para o mês de janeiro de 2013, possibilitando assim, a desoneração da folha de pagamento no inicio do próximo ano.
O demonstrativo do comportamento da Receita Corrente Líquida do Distrito Federal (RCL)  mostra crescimento negativo de 1,1% no mês de junho de 2012 em relação ao mesmo período de 2011, interrompendo resultados de crescimento expressivo verificados em meses anteriores. Já no mês de julho, a RCL voltou a crescer, alcançando 12,5 %. No acumulado dos últimos doze meses (agosto de 2011 a julho de 2012) o crescimento é de 11,4%.
Despesas liquidadas - De acordo com o relatório, as despesas liquidadas pela Câmara Legislativa totalizaram até o mês de julho R$ 140,4 milhões, comprometendo 40,3% dos recursos previstos na Lei Orçamentária Anual. O acompanhamento da execução orçamentária mostra que no primeiro quadrimestre do ano o valor médio mensal observado com as despesas liquidadas totalizou RS 19.3 milhões, passando a ser de RS 19,6 milhões no mês de maio influenciado, em parte, pela reposição de perdas inflacionárias. Em junho, as despesas liquidadas voltaram a apresentar novo crescimento, totalizando R$ 23.3 milhões, devido, principalmente, ao pagamento da antecipação de 50% da gratificação natalícia (13º salário dos servidores) e ao crescimento expressivo das despesas liquidadas com a modernização do sistema de informação, que corresponderam a RS 343,5 mil neste mês. Em julho, o total liquidado pela CLDF retomou ao patamar observado em maio, registrando RS 19,8 milhões.
Na análise comparativa em relação ao exercício anterior, nos primeiros sete meses de 2012 as despesas liquidadas cresceram 12.1%, com destaque para o grupo de despesa “Investimentos”, que passou de RS 124,0 mil para RS 438,2 mil. Este crescimento está associado às despesas registradas nos dois últimos meses, ou seja, a liquidação de RS 194,4 mil em junho com a aquisição de equipamentos de informática e de RS 166,7 mil em julho com aquisição de equipamentos para áudio, vídeo e foto.
O orçamento anual da CLDF foi reduzido no último mês em RS 90,0 mil, passando de RS 348.670.031,00 para RS 348.580.031,00 em função do cancelamento das dotações orçamentárias previstas para a realização de dois seminários. Também foi aprovado no mês de Julho alteração do quadro de detalhamento de despesas da CLDF no programa de trabalho “Modernização do Sistema de Informação da CLDF”, transferindo RS 300  mil do elemento de despesa “Outros Serviços de Terceiros / Pessoa Jurídica” para o elemento de despesa “Material de Consumo”.
Fonte: CLDF

Lei obriga divulgação do Disque 100



  Victor Ribeiro, da Agência Brasília

Serviço combate violência contra crianças. Placas informativas em três idiomas devem estar visíveis em estabelecimentos comerciais
O governador em exercício do Distrito Federal, Tadeu Filippelli, sancionou a Lei 4.902/2012, que torna obrigatória a divulgação do Disque 100 em estabelecimentos comerciais. O serviço nacional combate o abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes.
 
ESTABELECIMENTOS ALCANÇADOS PELA LEI
» hotéis, motéis, pousadas e outros que prestam serviços de hospedagem; 
bares, restaurantes, lanchonetes e similares; 

» casas noturnas de qualquer natureza; 

» clubes sociais e associações recreativas ou desportivas cujo quadro de associados seja de livre acesso ou que promovam eventos com entrada paga; 

» agências de viagens e locais de transportes de massa; 

» salões de beleza, casas de massagem, saunas, academias de dança, de fisiculturismo, de ginástica e atividades correlatas; 

» outros estabelecimentos comerciais que ofereçam serviços mediante pagamento e voltados ao mercado ou ao culto da estética pessoal;

» postos de gasolina e demais locais de acesso público que se localizam junto a rodovias.
A partir de agora, hotéis, motéis, casas noturnas, bares, agências de viagens, clubes e salões de beleza, entre outros, deverão afixar em local visível placas com o seguinte texto: "Exploração sexual de criança e adolescente é crime: Denuncie! Disque 100". A mensagem deve estar em letras maiúsculas e em três idiomas – português, inglês e espanhol.

"Dessa forma, estaremos combatendo não só a exploração e o abuso das nossas crianças, mas também o turismo sexual", destaca o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania do DF, Alírio Neto. De acordo com ele, a lei é mais um instrumento para enfrentar esses tipos de violência.

O GDF já realiza, por meio da Secretaria de Justiça, mobilizações para que a população possa identificar e denunciar abusos contra crianças. Entre elas estão Blitze contra a Pedofilia (com distribuição de material explicativo) e palestras nas escolas. Há também ações pontuais, como a Liga da Justiça contra a Pedofilia, em que super-heróis orientam as pessoas em locais de grande circulação, como semáforos e terminais rodoviários.

Mais denúncias –
 Para o secretário de Justiça, Alírio Neto, esses projetos deixaram o brasiliense alerta para os sinais de violência. De acordo com levantamento da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o Distrito Federal é a segunda unidade federativa que mais registra denúncias no Disque 100. Em 2010, eram 12,95 chamadas para cada grupo de 100 mil habitantes, atrás apenas do Rio Grande do Norte, que possuía taxa de 19,31 para cada 100 mil.

O Centro-Oeste também lidera entre as cinco regiões do Brasil, com 94,19 denúncias para cada 100 mil habitantes. Em todo o país, a violência física é o tipo mais comum contra as crianças, com 37,88% das ligações. Em seguida vêm a violência sexual (28,71%), a negligência (22,99%) e a violência psicológica (10,24%).

Como funciona – A central do Disque 100 funciona diariamente, das 8h às 22h, inclusive fins de semana e feriados. A ligação é gratuita e pode ser feita de forma anônima. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas, no prazo de até 24h, aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização, priorizando o Conselho Tutelar.

O Disque 100 pode ser acessado por meio dos seguintes canais: ligação gratuita para o número 100, no território nacional, ou de outros países +55 61 3212-8400. Nesse caso, a ligação é tarifada. Também é possível fazer denúncias pelo e-maildisquedenuncia@sedh.gov.br, ou pelo portal na internet, que também recebe queixas sobre pornografia infantil na web.

Porão do Rock já tem 34 atrações confirmadas



  Da Redação, com informações do Porão do Rock
Porão do Rock já tem 34 atrações confirmadas
Gaz Coombes, Motosierra e Sepultura estarão na 15ª edição do festival
O tradicional festival brasiliense Porão do Rock (PDR) está com a programação quase finalizada, com 34 das 40 atrações confirmadas. Entre elas, Sepultura, Trivium, Gaz Combees (ex-Supergrass) e Vanguart. Os grupos vão tocar em três palcos, nos dias 7 e 8 de setembro, a partir das 18h, no Ginásio Nilson Nelson. Os ingressos custarão R$ 10 por dia.

O inglês Gaz Coombes, que liderou o Supergrass (um dos principais expoentes do brit pop) de 1993 a 2010, foi a quinta atração internacional confirmada para o PDR. Será a única apresentação do projeto solo dele no Brasil. Kyuss Lives!, Trivium e Red Fang, todos dos Estados Unidos, e Motosierra, do Uruguai, são os outros grupos estrangeiros que estarão no festival. Os organizadores ainda aguardam a confirmação de mais uma atração internacional.

A programação completa do festival será divulgada até amanhã. Das bandas nacionais, o grande destaque é para o Sepultura. Haverá também shows de Almah, Claustrofobia, Não Religião, Viper, e Daniel Belleza & Os Corações em Fúria, todos de São Paulo; Cascadura e Vivendo do Ócio, da Bahia; Girlie Hell, de Goiás; Karina Buhr, de Pernambuco, e Vanguart, de Mato Grosso.

Dezesseis bandas vão representar o Distrito Federal: Brown-Há, Cabeloduro, Cassino Supernova, Darshan, Os Dinamites, Divine Asphyxiation, DFC, Electrodomesticks, Gonorants, Jazahu, The Neves, Optical Faze, Passo Largo, Projeto Macaco, Slow Bleeding, e Trampa completam a lista de atrações confirmadas. Há ainda dois grupos confirmados que misturam integrantes do DF e de Goiás: Madrenegra e Soul Factor.

SELETIVAS PORÃO DO ROCK
GUARÁ 2

24 de agosto (sexta-feira)

Bandas de Águas Claras, Candangolândia, Riacho Fundo I e II, Núcleo Bandeirante, Park Way, Recanto das Emas, Guará e Vicente Pires

Local: Bar do Titio (Pontão do Cave, Guará 2)
SAMAMBAIA

26 de agosto (domingo)

Bandas de Taguatinga, Ceilândia, Águas Lindas, Brazlândia e Samambaia

Local: Bar da Toinha (QN 208, Samambaia Norte)

Outras bandas do DF, escolhidas por meio de seletivas, ainda serão anunciadas. As duas últimas etapas serão neste fim de semana, no Guará 2 e em Samambaia.

Ingressos e doação - Os ingressos já estão à venda em todas as lojas da rede Chilli Beans, Porão Rockwear (Taguatinga) e Abriu pro Rock (Gama Shopping). O valor para compra antecipada da meia-entrada é de R$ 10 por noite.

O público também deverá levar 1kg de alimento não-perecível em cada dia, para ser doado ao programa Mesa Brasil. A parceria com o Sesc/DF faz parte do projeto Rock contra a Fome, desenvolvido pela ONG PDR desde 2003. Em nove anos, foram arrecadadas 180 toneladas de alimentos.