DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

sábado, 31 de dezembro de 2011

Hospital da Criança será ampliado


GDF consegue liberação de R$ 18 milhões pelo Ministério da Saúde para construção do segundo bloco do hospital. Previsão é de que as novas instalações estejam funcionando em março de 2013
31/12/2011 08h38
BRITO

O ano de 2011 termina com uma grande conquista para o Distrito Federal. O Ministério da Saúde liberou, nesta sexta-feira, R$ 18 milhões para a construção do segundo bloco do Hospital da Criança de Brasília José Alencar. Serão investidos ainda R$ 2 milhões do orçamento do DF. A previsão é que as obras comecem em março de 2012 e durem 12 meses.
“Com esses recursos, iremos realizar o sonho de ter o Hospital da Criança funcionando de forma completa, o que é um dos compromissos do meu governo. Hoje, do jeito que está, ele já é um dos melhores hospitais do País, com atendimento humanizado, profissionais de ponta e equipamentos de alta tecnologia. E vai ficar ainda melhor quando nós o completarmos”, destaca o governador Agnelo Queiroz. “Desde a inauguração do primeiro bloco, o hospital vem tendo uma procura gigantesca. Só em novembro, foram atendidas 3.300 crianças com patologias graves, como câncer”, informa o governador.
A liberação dos recursos para a construção do segundo bloco é resultado de emenda da bancada do Distrito Federal no Congresso Nacional e de negociações entre o governador Agnelo Queiroz e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
O secretário de Saúde em exercício, Elias Fernando Miziara, comemorou a liberação do recurso. “A continuidade das obras é a garantia de que será implantada no DF a mais moderna medicina especializada no atendimento a crianças”, afirma. “O Hospital da Criança será referência para todo o país”, ressalta Miziara.
A obra será realizada pela Organização Mundial da Família (WFO), criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1947 com o objetivo de reunir famílias europeias separadas pela 2ª Guerra Mundial.  No dia 21 deste mês, o GDF e a WFO celebraram convênio para a construção, que prevê ainda um aporte financeiro de 20% do valor da obra pela organização internacional.
Segundo a presidente da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadora de Câncer e Hemopatias (Abrace), Ilda Peliz, a tecnologia de construção que será utilizada pela WFO fará com que o novo prédio custe cerca de 30% mais barato do que uma obra convencional do mesmo porte. “O hospital será construído em aço e alumínio na Nova Zelândia e será apenas montado em Brasília, o que reduzirá significativamente o tempo da obra”, informa Ilda. Serão instalados no segundo bloco os centros cirúrgicos, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o centro de internação permanente.
Capacidade – O Hospital da Criança foi inaugurado no Dia Nacional de Combate ao Câncer Infanto-juvenil, 23 de novembro, depois de anos de espera e ausência de solução por parte das gestões anteriores. Somente neste ano, com o governo de Agnelo Queiroz, foi encontrada a solução jurídica que garantiu que finalmente fosse firmado convênio entre o GDF e a Abrace para a abertura do Hospital da Criança. Pelo convênio, o governo repassa recursos para a manutenção da unidade e a Abrace o administra. Além disso, a atual gestão já investiu mais de R$ 7 milhões em equipamentos, como máquinas de raio-x e tomógrafos.
A unidade tem capacidade para atender a 27 mil pacientes por mês. É referência em patologias de média e alta complexidades infanto-juvenis, como problemas cardíacos e câncer. De acordo com a presidente da Abrace, Ilda Peliz, são oferecidas consultas, diagnóstico básico, cirurgias, quimioterapia e diálise. “O mais importante é que esse local foi feito para garantir um tratamento de qualidade, com equipamentos modernos e profissionais qualificados”, destacou Ilda Peliz.
Agência Brasília

Operação Réveillon 2011


Confira o esquema especial de segurança e trânsito na Esplanada dos Ministérios para a noite de Ano Novo
31/12/2011 08h36
A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) preparou uma operação especial para garantir a segurança das pessoas que escolheram a Esplanada dos Ministérios para as comemorações de Ano Novo. Cerca de 1.300 policiais estarão distribuídos em toda a área da Esplanada. Também haverá reforço de policiamento na Rodoviária e nas linhas de ônibus, com presença, inclusive, de policiais à paisana.

Cerca de 80 viaturas farão o patrulhamento nas áreas adjacentes e o helicóptero da PMDF (Fênix) sobrevoará o local. Unidades especializadas, como Batalhão de Choque (Patamo), Rotam e Cavalaria, reforçarão a segurança da festa.

A fiscalização das vias de acesso ficará a cargo do Batalhão de Trânsito (BPTran). As operações Carrossel e Álcool Zero serão mantidas em todo o Plano Piloto e nas demais cidades. A PM informa que o policiamento nessas regiões não será prejudicado.

Alterações de trânsito – Serão feitas, já a partir desta sexta-feira (30), mudanças nos sentidos e acessos às vias próximas à Esplanada dos Ministérios, conforme descrito abaixo:

1 - Toda sinalização de trânsito destinada ao evento se iniciará por volta das 21h desta sexta-feira (30) até a madrugada do dia 1º, com pontos de fiscalização e controle de trânsito desde a Rodoviária até o Congresso Nacional.

2 - O BPTran irá sinalizar com cones o canteiro central da Esplanada dos Ministérios, a partir da Catedral de Brasília até a área de shows, a fim de evitar o estacionamento irregular, sendo que haverá duas faixas isoladas e destinadas ao público em geral próximas ao canteiro, podendo ser interditada mais uma faixa de rolamento de acordo com o fluxo de pedestres.

3 - O estacionamento de veículos na área dos Ministérios será restrito, ou seja, os estacionamentos do lado sul pela via S1 serão fechados ao público em geral, e os estacionamentos do lado norte pela via N1 poderão ser utilizados, mas com acesso somente pela via N2, através das passagens subterrâneas próximas ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e Ministério da Fazenda. Outros locais para estacionamento são: anexos dos Ministérios pelas vias S2 e N2, Setor de Autarquias e Bancário Sul e Norte e Plataforma Superior da Rodoviária.

4 - Devido ao grande público, a Esplanada dos Ministérios será interditada próximo à virada do ano. No entanto, o procedimento pode ocorrer bem antes, de acordo com as necessidades de segurança.

5 – Serão bloqueadas, a partir das 16h, duas faixas à esquerda, tanto da via S1 como da N1, do trecho em frente aos 4º e 5º quadrantes da Esplanada dos Ministérios (trecho da altura da via L2 até o retorno entre o 5º e 6º quadrante). Também serão bloqueados os retornos S1 / N1 e N1 / S1 entre o 4º e 5º quadrante (durante todo o evento).

6 - O BPTran reforçará o policiamento da "Operação Álcool Zero" próximo à Esplanada dos Ministérios e aos setores de Clubes Sul e Norte, com apoio do Batalhão de Polícia Rodoviária, a fim de coibir os motoristas que conduzem veículo com sintomas de embriaguez.



7 - No estacionamento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio haverá um ponto de táxis.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Benefícios para as Polícias Civil e Militar


Decretos assinados pela presidenta Dilma Rousseff e pelo governador Agnelo Queiroz em dezembro garantem alteração na progressão funcional de policiais civis e pagamento de encargos atrasados para bombeiros e PMs

Brasília, 28 de dezembro de 2011 – O Governo do Distrito Federal e as polícias do DF alcançaram uma grande vitória neste mês. A presidenta Dilma Rousseff assinou decreto que altera os critérios da progressão funcional da Polícia Civil. O pagamento de duas gratificações – triênio e quinquênio – passa a ser feito mensalmente, como já ocorre com a Polícia Federal. Policiais militares e bombeiros também tiveram conquistas neste fim de ano. O governador Agnelo Queiroz assinou dois decretos que reconhecem dívidas das gestões anteriores com pessoal e encargos, além de autorizar o pagamento dos valores devidos a partir da folha de janeiro.

O Decreto nº 7.652, publicado no Diário Oficial da União no último dia 23, é fruto de intensa negociação entre o Governo do Distrito Federal e o Ministério do Planejamento para garantir que a progressão funcional da Polícia Civil do DF seja igual à da Polícia Federal. O pagamento do triênio e do quinquênio da categoria deixa de ocorrer somente nos meses de maio e novembro, passando a valer a partir da data em que o policial tomou posse e tiver cumprido todos os critérios exigidos para a progressão. A negociação com a União foi necessária uma vez que cabe ao Governo Federal repassar ao DF os recursos para custeio das áreas de Segurança Pública, Saúde e Educação, por meio do Fundo Constitucional. Com a publicação do decreto, o DF receberá mais R$ 9 milhões em repasses federais todos os anos para custear a medida.

O secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, lembra que a alteração dos critérios de progressão funcional da Polícia Civil atende reivindicação da categoria e cumpre mais um item do acordo firmado em abril entre o GDF e os policiais civis. Ele explica que a medida começou a valer com a publicação do decreto. “A partir de agora, os policiais civis e delegados terão o mesmo tratamento dispensado aos policiais federais no que diz respeito ao pagamento de quinquênio e triênio. Como esse impacto de R$ 9 milhões vai ser custeado pelo Fundo Constitucional, o GDF se empenhou nas negociações junto ao Ministério do Planejamento para conseguir que os policiais civis e delegados deixassem de receber o benefício defasado”, ressaltou.

Reconhecimento de dívida – Assinados em 20 de dezembro pelo governador Agnelo Queiroz, os decretos nºs 33.435 e 33.436 reconhecem que as gestões anteriores deixaram de pagar R$ 20 milhões a policiais e bombeiros militares do DF que tinham direitos a encargos como auxílios natalidade e funeral, dentre outros. Os benefícios não eram pagos desde 2005. São devidos R$ 7 milhões a policiais militares e R$ 13 milhões a bombeiros: na conta estão ativos, inativos, ex-militares e pensionistas.

“O governador Agnelo Queiroz tem procurado contornar os erros das gestões passadas, viabilizando o acesso ao real direito de PMs e bombeiros”, observa o secretário chefe da Casa Militar, coronel Rogério Leão. Ele explica que, além de autorizar os comandantes das duas corporações a reconhecer e pagar os atrasados a partir da folha de janeiro, o decreto estabelece critérios claros para a realização dos pagamentos. Será preciso que os ordenadores de despesas apresentem planilha detalhada dos valores a serem pagos e explicações sobre o motivo pelo qual o benefício não foi quitado no tempo devido.


-- 
Mais detalhes

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

2012: um ano de colheita e realizações

Secretaria de Estado de Comunicação Social

No programa Conversa com o Governador desta terça-feira, Agnelo Queiroz destaca as perspectivas para o próximo ano nas áreas de Saúde, Transporte e Desenvolvimento do Entorno
Brasília, 26 de dezembro de 2011 - Vai ao ar na manhã desta terça-feira (27) mais uma edição do programa de rádio Conversa com o Governador. No último programa do ano, Agnelo Queiroz abordará as perspectivas do Governo do Distrito Federal para 2012.
O governador destacará que, após um ano dedicado à organização da cidade, 2012 será marcado por muitas realizações. Agnelo Queiroz adiantará algumas ações previstas para o próximo ano nas áreas de Saúde, Transporte e Desenvolvimento do Entorno.
O programa – O Conversa com o Governador é transmitido pela rádio Cultura FM (100,9) às 7h, com retransmissões às 9h, 12h e 18h30. Criado pela Secretaria de Comunicação Social, o programa tem duplo desafio: estreitar o diálogo com a população e prestar contas das ações adotadas pela atual gestão do GDF para melhorar a qualidade de vida e conferir excelência aos serviços públicos.
Entre os temas já abordados estão transparência, agricultura, saúde, segurança pública, Copa do Mundo de 2014, Copa das Confederações, transporte, internet banda larga, servidores públicos, valorização dos idosos, cultura, habitação, educação e cuidados com a infância. Todo o conteúdo está disponível para ouvir e para download na página da Agência Brasília de Notícias na internet: www.agenciabrasilia.df.gov.br/conversacomogovernador. A reprodução é livre, desde que citado o crédito dos realizadores.

 
Mais detalhes

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Novacap recebe novo maquinário


Governador entrega 35 novas máquinas que triplicarão a capacidade de atendimento para as operações de tapa-buracos

Brasília, 19 de dezembro de 2011 – As operações tapa-buracos serão reforçadas em todo o Distrito Federal. Nesta segunda-feira, o governador Agnelo Queiroz, juntamente com o vice-governador Tadeu Filippelli, e o presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Juvenal Batista Amaral, entregaram 35 novos carros para compor a frota destinada às operações de recuperação emergencial da malha asfáltica de todas as Regiões Administrativas.

Durante a entrega dos novos equipamentos, na sede da Novacap, Agnelo Queiroz afirmou que a aquisição dos carros é de suma importância para agilizar as operações, especialmente no período chuvoso. “Vamos atender as chamadas com mais rapidez. As novas máquinas triplicarão a capacidade de produção”, adiantou o governador.

Com os novos maquinários, a Novacap ampliará de sete para 15 a quantidade de equipes próprias de tapa-buracos. Foram investidos R$ 3,5 milhões na compra de 35 equipamentos, dos quais 15 são minifresadoras (máquinas responsáveis pela recuperação da malha asfáltica), e os demais são vassouras mecânicas, rolos lisos, canal basculante e rolo pneu. Para operar as máquinas, foram capacitados 25 operadores que receberam treinamento específico de 12 horas teóricas e 12 horas de aulas práticas.

A Novacap disponibilizou um telefone específico para o atendimento da operação tapa-buracos. Basta ligar no Disk-Novacap: 3403-2626.


-- 
Mais detalhes

Com a casa arrumada



No Conversa com o Governador desta semana, Agnelo Queiroz faz um balanço de seu primeiro ano à frente do Governo do Distrito Federal

Brasília, 19 de dezembro de 2011 – Vai ao ar na manhã desta terça-feira mais uma edição do programa de rádio Conversa com o Governador. Agnelo Queiroz fará o balanço de seu primeiro ano de gestão à frente do Governo do Distrito Federal, destacando as medidas adotadas desde a operação Casa Arrumada, no início de 2011.

Durante a conversa semanal com o jornalista Carlos Campbell, Agnelo Queiroz destacará o trabalho para arrumar a casa, desde o corte de grama até a reforma de escolas. Comentará também sobre as medidas adotadas para aumentar a eficiência da administração pública e a transparência do governo, além da prestação de contas dos convênios com o governo federal, que limpou o CNPJ do GDF.

Agnelo Queiroz vai detalhar ainda os investimentos na saúde e mostrar o que mudou desde que elegeu essa área a prioridade de seu governo. O governador comentará ainda sobre o modo como a imagem de Brasília tem se projetado positivamente no cenário internacional, devido aos grandes eventos que a capital receberá.

O programa – O Conversa com o Governador é transmitido pela rádio Cultura FM (100,9) às 7h, com retransmissões às 9h, 12h e 18h30. Criado pela Secretaria de Comunicação Social, o programa tem duplo desafio: estreitar o diálogo com a população e prestar contas das ações adotadas pela atual gestão do GDF para melhorar a qualidade de vida e conferir excelência aos serviços públicos.

Entre os temas já abordados estão transparência, agricultura, saúde, segurança pública, Copa do Mundo de 2014, Copa das Confederações, transporte, internet banda larga, servidores públicos, valorização dos idosos, cultura, habitação, educação e cuidados com a infância. Todo o conteúdo está disponível para ouvir e para download na página da Agência Brasília de Notícias na internet:www.agenciabrasilia.df.gov.br/conversacomogovernador. A reprodução é livre, desde que citado o crédito dos realizadores.


-- 
Mais detalhes

sábado, 17 de dezembro de 2011

Parque da Asa Sul está aberto à comunidade



Agnelo Queiroz inaugurou a primeira etapa das obras do parque que aguardava estrutura para uso comunitário desde 2003. Resultado de parceria entre os setores público e privado, o espaço faz parte do programa Brasília, Cidade Parque

Brasília, 17 de dezembro de 2011 – O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado pela primeira dama, Ilza Queiroz, inaugurou neste sábado a primeira etapa das obras de implementação do Parque de Uso Múltiplo da Asa Sul. Situado entre as vias L2 e L4, nas quadras 613 e 614, o parque foi criado em 2003 e possui 24,7 hectares. O local, que antes estava abandonado e não podia ser utilizado pela comunidade residente, a partir de agora será lugar para a prática de atividades físicas e lazer em contato com a natureza, a exemplo do que ocorre no parque Olhos d´água, da Asa Norte.

A consolidação das obras é resultado da parceria entre os setores público e privado, firmado entre a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Novacap, Administração de Brasília, Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb), LBValor Empreendimentos e João Fortes Engenharia, entre outros parceiros. Além dos idealizadores do projeto e representantes dos parceiros, o evento contou com a presença do vice-governador Tadeu Filippelli, do senador Rodrigo Rollenberg, e do secretário de Turismo, Luiz Otávio.

“Este parque é uma conquista histórica e extraordinária da comunidade do Distrito Federal. Apesar de estar localizado na Asa Sul, é um espaço aberto a toda a população do DF”, enfatizou Agnelo Queiroz. “Nosso projeto é transformar Brasília em uma cidade-parque. Para isso, vamos recuperar 68 parques e 22 unidades de preservação ambiental até 2014”, adiantou o governador.

O presidente do Ibram, Milton Reis, explica que nessa primeira etapa, a preocupação foi colocar um circuito inteligente de caminhada e um playground (conjunto de brinquedos para crianças), além de duas quadras de esportes. “Essa etapa é para que a população se aproprie do parque e comece já a usá-lo”, incentivou.

O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Eduardo Brandão, reafirmou que este passo faz parte de um projeto maior, que será levado aos demais espaços do DF, por meio do programa Brasília, Cidade Parque. Inspirado nos ideais de Lúcio Costa e concebido por Brandão, o programa tem por objetivo implantar parques ecológicos e unidades de conservação do Distrito Federal de forma sustentável, com o apoio de instituições públicas e privadas.

Para isso, são utilizados mecanismos como as Compensações Ambientais e Florestais, que são retribuições financeiras aos impactos sofridos pelo meio ambiente, identificados no processo de licenciamento ambiental no momento da implantação de empreendimentos.

De acordo com o administrador de Brasília, Messias de Souza, a consolidação do parque da Asa Sul marca um passo importante na política determinada pelo governo no início da gestão. “Este governo está retirando do papel os inúmeros parques destinados apenas nos planos, nas escrituras, para colocá-los à disposição da sociedade”, afirmou.

Moradores das quadras vizinhas, crianças, idosos, estudantes do Iesb e membros da Associação Amigos do Parque comemoraram a conquista do espaço de lazer, que conta com uma nascente e uma lagoa no centro de sua área. Entre essas pessoas estava a aposentada Elda Ferreira, moradora de uma quadra próxima, satisfeita com o novo perfil do espaço, que segundo ela até então freqüentado por marginais e usuários de drogas.

Natal Socioambiental – Durante a inauguração das obras, ocorreu ainda a entrega das doações do Natal Socioambiental, que foi uma ação de solidariedade em favor de 100 crianças da Casa de Ismael e da Casa da Criança Ana Maria Ribeiro, localizadas na Asa Norte e na Ceilândia Sul, respectivamente. Também foram presenteados 30 idosos da Unidade de Acolhimento da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest), localizado ao lado do parque.

A ação envolveu várias instituições públicas e privadas que reagiram às cartinhas escritas pelas crianças e pelos idosos. Todos eles tiveram o seu pedido atendido e receberam os presentes das mãos das autoridades presentes ao evento, dos servidores da Semarh, do Ibram e demais parceiros.

Policiamento ambiental – O Batalhão de Polícia Militar Ambiental também aproveitou a ocasião para lançar o Plano de Policiamento Ambiental para 2012, que tem como objetivo definir as diretrizes a serem adotadas na manutenção da ordem pública e ambiental no Distrito Federal.

Já na primeira fase do plano, serão contemplados os Parques Ecológicos de Águas Claras; Jequitibás, em Sobradinho; Ezequias Heringer, no Guará; Veredinhas, em Brazilândia; Olhos d´Água, na Asa Norte; Dom Bosco, no Lago Sul; Saburo Onoyana, em Taguatinga; Vale do Amanhecer e Sucupira, em Planaltina, e o Parque Recreativo do Gama.

Serão empregados na execução do novo plano cerca de 100 policiais militares, distribuídos em 16 viaturas, dez motocicletas, dez bicicletas, quatro embarcações, um helicóptero e um avião.

“Nós, policiais militares, estamos inseridos nesse projeto e temos interesse em formar parcerias, fazendo interação com a comunidade”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Roberto Rosback. “Hoje o parque é um espaço que agrega pessoas de todas as idades, desde o idoso até a criança, então é um fórum em que nós temos que estar incluídos, porque nós também fazemos parte da comunidade”, assegurou.



-- 
Mais detalhes
Plantão: 8400 7601

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Pacto contra a miséria

Em solenidade no Palácio do Planalto, Agnelo Queiroz e governadores do Centro-Oeste firmam acordo para unificar programas de transferência de renda e intensificar medidas de combate à extrema pobreza

Brasília, 16 de dezembro de 2011 – O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, participou nesta sexta-feira da assinatura do Pacto Centro-Oeste do Plano Brasil sem Miséria, firmado entre o governo federal e as quatro unidades federativas da região. Além de Agnelo Queiroz, a presidenta Dilma Rousseff recebeu, no Palácio do Planalto, os governadores de Goiás, Marconi Perillo, de Mato Grosso, Silval Barbosa, e de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli.

O ato, realizado seis meses após o lançamento do Brasil sem Miséria, marca a unificação dos programas de transferência de renda nos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul. No Distrito Federal, o DF sem Miséria foi lançado em 7 de junho, logo após o programa nacional. O GDF unificou os quatro cadastros existentes e localizou 93 mil famílias vivendo abaixo da linha da pobreza. O plano distrital é intersetorial, e a articulação entre os diferentes órgãos do governo é da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest).

“Assinei em novembro a lei que estabelece as ações integradas para as políticas públicas do Distrito Federal. Com essas medidas, meu governo assume o compromisso de erradicar a pobreza, promover a cidadania e garantir acesso aos serviços públicos de toda a população da nossa capital”, destacou o governador Agnelo Queiroz.

A solenidade foi também uma oportunidade para os governadores prestarem contas sobre as ações de combate à miséria no Centro-Oeste e anunciarem quais serão os próximos passos. “Já implementamos o microcrocrédito, promovemos o empreendedorismo e a economia solidária, e incentivamos a qualificação profissional. Em 2012 vamos oferecer 4,5 mil vagas em vários cursos de qualificação”, antecipou Agnelo Queiroz.

Ampliação – A partir do pacto assinado hoje entre os governadores e a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, cada unidade federativa poderá estabelecer a renda mínima para cada habitante. O governo federal considera na extrema pobreza as pessoas que vivem com até R$ 70 por mês. O GDF subiu esse limite para R$ 100 e ampliou o alcance dos programas de transferência de renda, como o Bolsa Famíla.

Para garantir essa ampliação, o GDF encaminhou à Câmara Legislativa (CLDF) projeto de lei que estabelece a complementação de R$ 30 ao valor do benefício federal, estabelecido em R$ 70. “A Câmara aprovou anteontem essa lei e agora depende apenas da publicação e da sanção do governador para entrar em vigor”, explicou a secretária de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda do DF, Arlete Sampaio.

O governador Agnelo Queiroz também destacou sua decisão de ampliar o plano de combate à miséria. “O mais importante é que temos vontade política e disposição para o diálogo, para atingir a meta tão sonhada pela presidenta Dilma: erradicar a miséria na capital do país até 2014. Vamos também erradicar o analfabetismo aqui na capital. Queremos construir uma sociedade mais justa, mais fraterna e inclusiva”, concluiu.

Fronteira agrícola – A presidenta Dilma Rousseff afirmou que o Centro-Oeste constitui uma fronteira agrícola e ecológica do país, com boas perspectivas de desenvolvimento e combate à pobreza extrema. “Também tem potencial para ser a primeira região a resolver esse problema no país”, acrescentou.

Durante o evento, Dilma Rousseff assinou o termo de fomento à atividade rural, por meio do qual empresários do setor de supermercados do Centro-Oeste se comprometeram a comprar parte da produção familiar de agricultores em situação de extrema pobreza. “Em meu discurso de posse, assumi um compromisso: a luta mais obstinada do governo seria pela superação da extrema pobreza. Para retirar da miséria 16 milhões de pessoas, vamos articular diferentes órgãos federados, como estados e prefeituras, e também a sociedade civil”, garantiu a presidenta.


Mais detalhes

Serviços do GDF ficarão Indisponíveis! Confira os principais sistemas que ficarão indisponíveis:

Nova atualização do Centro de Dados da Seplan
Das 14h de sábado (17/12) às 18h de domingo (18/12), Agência Brasília e outros serviços do GDF ficarão indisponíveis

Brasília, 16 de dezembro de 2011 - A Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplan) realizará, das 14h de sábado (17/12) às 18h de domingo (18/12), mais uma etapa da atualização tecnológica no Centro de Dados Corporativos do Governo do Distrito Federal. Será feita instalação dos novos no breaks para adequação e expansão do centro de dados.

Durante o trabalho, os serviços corporativos e sistemas do GDF, incluindo o Portal do GDF e a AGÊNCIA BRASÍLIA, ficarão indisponíveis. A ação faz parte da política de modernização da tecnologia de informação do governo.

Confira os principais sistemas que ficarão indisponíveis:

Portal do GDF
Agência Brasília
SOIWEB
Portal do Detran
ITRANSP
Portal DFTrans
Sigma Corporativo
Programa de Modernização da Gestão Pública
EGOV
SAGe
Sistema de Bilhetagem Eletrônica (SBE)
CADWEB
SIDAGRO
CADUNICO
PROFAMÍLIA
Telematrícula
SIGE
Vida Melhor
PDAD
SLF.net
Sistema de Agenda
Sistemas de Monitoramento e Avaliação
SIGRH
SIGRHWEB
SIGRHNET
SICOP
SIGTI
SIPREV
Bolsa Universitária
E-Compras
SISGEV



Mais detalhes
Plantão: 8400 7601