DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Diálogo entre governo e sociedade



Governador Agnelo Queiroz presidiu a primeira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal. Governador ouviu sugestões dos conselheiros, que são especialistas de diversas áreas


Brasília, 16 de dezembro de 2011 – A primeira reunião do grupo Pleno do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal (CDESDF) ocorreu em clima de entusiasmo na tarde desta sexta-feira, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O governador Agnelo Queiroz, presidente do Conselho, fez um balanço do primeiro ano de seu mandato. Em seguida, ouviu as sugestões dos conselheiros ligados à história da cidade, entre os quais especialistas de diversas áreas, professores, representantes de movimentos sociais e empresários.

Cada um dos conselheiros presentes recebeu questionário com perguntas sobre as potencialidades sociais e econômicas do Distrito Federal, seus problemas mais relevantes, meios para superar as dificuldades, dentre outras questões. As respostas vão ajudar o secretariado do Conselho a sistematizar as próximas reuniões.

Eles receberam também um documento que destaca os sete grandes desafios para a cidade: Resgate da Gestão Pública – transparente, eficaz e honesta para o cidadão; Saúde – integral, com prioridade para a atenção básica; Educação – integral, da creche ao ensino superior; Desenvolvimento Econômico – encontrar as vocações do desenvolvimento do DF, garantindo que a cidade cresça; Qualidade de Vida – investimentos em estrutura para melhorar a qualidade de vida do cidadão; Segurança – de uma maneira mais inteligente, para garantir o bem-estar da sociedade; e Desigualdade Social – combate à extrema pobreza, distribuindo melhor as riquezas entre a população.

Segundo o governador, o Conselho é um mecanismo que vai ajudar no desenvolvimento sustentável do DF. “Com a experiência e a vivência dos conselheiros, que representam a grande diversidade de pensamentos e de áreas de atuação da nossa cidade, poderemos dar um grande salto de qualidade em nossa administração. Temos que plantar a semente agora para colhermos bons frutos lá na frente”, afirmou Agnelo Queiroz.

A secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, Arlete Sampaio, lembrou que teve a oportunidade de participar do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República e que foi uma convivência extremamente positiva. “Era muito bom ver banqueiros dialogando com dirigentes sindicais, pesquisadores dialogando com políticos, e tivemos um resultado extremamente satisfatório”, afirmou Arlete Sampaio.

“Construir esse Conselho é ter um espaço privilegiado de fazer com que as pessoas da cidade procurem construir juntas, mesmo com todas as diferenças, uma nova perspectiva para o Distrito Federal. Eu vejo com muito bons olhos a constituição do Conselho. Essa primeira reunião mostra o desejo que as pessoas têm de participar, de construir alternativas. Teremos ótimos resultados com esse trabalho”, acrescentou a secretária.

Contribuição – O Conselho vai colaborar com a gestão pública com base em quatro eixos: crescimento econômico, distribuição de renda, geração de emprego e sustentabilidade. Vai prestar assessoramento direto ao Poder Público com a elaboração de estudos, propondo medidas necessárias ao desenvolvimento socioeconômico e colaborando com a promoção do diálogo permanente entre governo e sociedade.
Para a secretária-adjunta do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, Angela Gomes, o CDES-DF é o signo de um governo que se abre para o diálogo com a sociedade. Já o vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Dr. Michel, afirmou que a criação do Conselho é primordial para o desenvolvimento da capital.
Também integram o conselho o vice-governador, Tadeu Filippelli, 18 secretários de Estado, quatro presidentes de empresas públicas e 54 lideranças de diferentes setores. Ao todo, são 80 conselheiros, que exercerão mandato de um ano, sem remuneração.
Grupo plural – O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal é inspirado no CDES da Presidência da República, criado em 2003 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A composição do CDESDF terá como marca a pluralidade. Três grupos formam a estrutura da sociedade civil. O grupo dos movimentos sociais é integrado por representantes dos movimentos sindical e social, do cooperativismo e das organizações não governamentais; o setor empresarial é composto por lideranças de organizações empresariais da indústria e comércio, agronegócio e do setor financeiro. O grupo de personalidades é integrado por acadêmicos, intelectuais e lideranças.

Mais detalhes

Nenhum comentário:

Postar um comentário