DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

terça-feira, 3 de junho de 2014

Tecnologia garantirá a segurança no Mundial

Além de equipamentos de última geração, Polícia Militar atuará com efetivo completo. Serão 14 mil homens em áreas estratégicas do evento e em todas as cidades do Distrito Federal

Brasília, 3 de junho de 2014 – A tecnologia e o reforço das equipes serão aliados da Polícia Militar durante a Copa do Mundo da FIFA™. Todo o efetivo da corporação ficará a postos para garantir a segurança em áreas estratégicas do megaevento e em todo o Distrito Federal. Ao todo, são 14 mil homens: 12 mil de áreas operacionais prontos para entrar em ação, e 2 mil do setor administrativo, que serão acionados se necessário.
Durante o Mundial, entre os dias 12 de junho e 13 de julho, não haverá expediente administrativo na corporação. Haverá policiamento ostensivo em locais diretamente ligados ao evento, como Estádio Mané Garrincha, arredores da arena, área central de Brasília e Taguaparque – local dos shows e exibição dos jogos da FIFA Fan Fest. Mas o reforço ocorrerá em todas as regiões administrativas do DF.
“Não estamos preocupados apenas com a Copa, mas preparados para intervir em todo o DF. Vamos intensificar o policiamento diário e estaremos atentos às questões locais de cada cidade, para que possamos combater a criminalidade e garantir as condições de segurança para moradores e turistas”, destacou o chefe do Departamento Operacional da PM, coronel Jailson Ferreira.
Equipamentos – Para auxiliar a corporação no trabalho de policiamento ostensivo e na atuação durante as manifestações, foram adquiridos equipamentos com tecnologia de última geração (veja a relação abaixo).
Segundo o chefe do Departamento de Logística e Finanças da PM, coronel Alexandre Corrêa, essas aquisições, somadas à integração e qualificação de pessoal, são o grande legado do Mundial. “Esses equipamentos já estão sendo utilizados em nossa atividade diária. E tudo isso permanecerá após a Copa. Em 2009, iniciamos o planejamento para a compra desses equipamentos, concluída no final do ano passado”, afirmou.
Confira os equipamentos que serão usados pela PMDF no Mundial:
Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM): A unidade ficará na Torre de TV. No local, forças de segurança local e nacional farão o monitoramento de câmeras em todo o DF e a comunicação com os batalhões. O equipamento foi doado pelo governo federal.
O Corpo de Bombeiros também recebeu uma unidade, que funcionará na área da FIFA Fan Fest, no Taguaparque.
Plataforma de Observação Elevada (POE): Com 12 câmeras posicionadas em uma torre a 15 metros do chão e alcance de até 4 km, a unidade ficará estacionada na Torre de TV. As imagens captadas serão enviadas em tempo real por meio de rede wi-fi. O equipamento foi doado pelo governo federal.
O Corpo de Bombeiros também atuará com a unidade na área da FIFA Fan Fest, no Taguaparque.
Comando Geral Móvel: A PM utilizará cinco dos oito ônibus disponíveis. Quatro serão posicionados na Torre de TV e um ficará na FIFA Fan Fest. Do local, partirão as decisões estratégicas de segurança. Para isso, as unidades ficarão integradas entre si e com as demais plataformas da polícia.
Imagens por policiais: A grande novidade será a possibilidade de os 14 mil policiais produzirem imagens com os próprios celulares e enviar, em tempo real, aos comandos. Isso será possível por meio da integração dos aparelhos smarthphone à rede da PM. O material captado será transmitido por wi-fi. Futuramente, a polícia vai estender o serviço à população.
Veículos antitumulto (Centurion): Usados no controle de tumultos civis e movimentos sociais. Os veículos blindados possuem câmeras e um reservatório de água para dispersão, e servem ainda para transporte de tropas de choque.
Além dos dois veículos já utilizados pela polícia, está prevista a chegada de um terceiro igual nos próximos dias, doado pelo Ministério da Justiça.
Proteção individual e controle de distúrbios: O primeiro passo da atuação policial durante os movimentos sociais é estabelecer um canal de diálogo, para viabilizar a manifestação e ao mesmo tempo facilitar a vida da população.
Para isso, foram adquiridos:
- 2,5 mil instrumentos de menor potencial ofensivo, como cartuchos de carga de borracha, aspergidor de pimenta (borrifador), granadas explosivas de efeito moral, luz e som ou lacrimogênias. O objetivo do uso desses artefatos é evitar o contato físico entre as forças e os manifestantes, preservando a integridade de ambos.
- 5 mil equipamentos de proteção individual, com capacetes e escudos antitumultos e à prova de disparos de arma de fogo. Desse total, 800 já foram entregues à PM.
- 3,4 armas de eletrochoque, usadas para conter cidadãos mais exaltados.
- 5 mil exoesqueletos – espécie de roupas especiais feitas com plástico especial à prova de disparos de arma de fogo. Desse total, já foram entregues 800 unidades.
Prevenção: Para fazer a varredura em locais como estádio, hotéis de delegações e centros de treinamento, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) contará com um robô antibombas, roupas de proteção para os policiais, braço mecânico para o manuseio de substâncias suspeitas e três aparelhos de raio-X portáteis.
Além disso, o Batalhão de Cães usará um total de 55 animais: 10 para vistoria de explosivos, 20 para narcóticos e 25 para atuação na linha de frente durante as manifestações.
Cavalaria: Serão usados 125 cavalos. Foram adquiridos equipamentos de proteção para os animais e os policiais do Batalhão de Polícia Montada.
Trânsito: Para combater as infrações no tráfego, serão usadas viaturas equipadas de radar móvel com alcance de 1,2 mil metros e capacidade para fazer fotos a uma distância de 50 metros. Os veículos podem ser utilizados inclusive à noite, já que possuem flash.

Nenhum comentário:

Postar um comentário