DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Sociedade e governo planejam os próximos 50 anos de Brasília

Primeiro documento produzido em conjunto foi apresentado durante reunião do Pleno do CDES-DF, quando também foram entregues cartas de crédito a beneficiários do "Prospera"

 Foi apresentado nesta quarta-feira (7), durante a 9ª reunião do Pleno do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal (CDES-DF), o primeiro documento elaborado com a sociedade civil no processo de planejamento estratégico para o desenvolvimento econômico e social de Brasília nos próximos 50 anos.
"Tenho muito a agradecer aos membros do conselho, que contribuem para o desenvolvimento do DF. O conselho tem papel importante pois tem a participação da sociedade nas políticas públicas. Ele ajuda nas políticas de Transporte, Educação, Saúde, Entorno e o governo acata muitas sugestões. Nesse balanço de quase três anos, várias sugestões já são realidade", destacou o governador Agnelo Queiroz, citando, entre as realizações, a prioridade para a educação na primeira infância e o ensino integral.
O conselho vem desenvolvendo uma série de apontamentos acerca do desenvolvimento do Distrito Federal. Os insumos dos estudos foram apresentados no encontro de hoje, na "Fábrica Social", por meio da Nota de Recomendação, que foi formulada a partir dos debates que aconteceram no Grupo de Trabalho de Desenvolvimento Econômico e Social. O material deverá ser somado aos planejamentos da Consultoria Jurong, que esteve com uma comitiva durante a reunião do pleno.
"Essa reunião após quase três anos de conselho serve para reconhecer os passos dados para dar outros adiante", comemorou o chefe do Executivo local. Ele destacou como vitórias a diminuição da desigualdade social no DF, nos últimos dois anos, e das taxas de analfabetismo.

BRASÍLIA 2060- A Nota de Recomendação contém apontamentos para eixos do Projeto Brasília 2060: Macroeconomia; Logística e Infraestrutura; Transporte e Mobilidade Urbana; Sustentabilidade; Inovação e Competitividade; e Transparência. O projeto é um plano de ações de planejamento para o crescimento ordenado.

Após a reunião do Pleno do (CDES-DF), o governador do DF fez a entrega simbólica de cartas de crédito a cinco capacitandas da "Fábrica Social", no valor de R$ 1,5 mil cada, dentro do programa de microcrédito do GDF, o "Prospera".
A costureira Joelita Pereira dos Santos foi a primeira a receber o cheque. "Esse dinheiro vai mudar muito a minha vida. Vou comprar edredons e roupas para vender", contou, animada.
O mesmo destino será dado ao dinheiro da também costureira da "Fábrica Social", Michele Euche, 29 anos. "É uma grande oportunidade, assim como a que nos deram aqui na "Fábrica Social". A gente não teria condições de pagar um curso e aqui a gente tem capacitação de graça", comemorou.
A entrega desta quarta-feira, somada a outra prevista ainda para este mês, no Itapoã, totaliza mais de R$ 490 mil em créditos aos beneficiários do "Prospera". Em dois anos, o programa já ultrapassou a marca de R$ 10 milhões liberados para microempreendores. Para este ano, em torno de R$ 24 milhões estão previstos no orçamento para este público.

(A.F/J.S*)

Nenhum comentário:

Postar um comentário