DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

domingo, 27 de novembro de 2011

Em reunião, GDF define ações ainda para 2011




Agnelo Queiroz e titulares das secretarias do DF debateram, em Águas Claras, prioridades da gestão. Inauguração do Hospital da Criança, prestação de contas de convênios com a União, construção de ciclovias e agilidade na liberação de alvarás foram temas do encontro.

Brasília, 21 de novembro de 2011 – O governador Agnelo Queiroz comandou na tarde desta segunda-feira uma reunião de secretariado do Governo do Distrito Federal (GDF). Realizado na Residência Oficial de Águas Claras, o encontro contou com a presença do vice-governador do DF, Tadeu Filippelli; da primeira dama, Ilza Queiroz; dos secretários de Estado e presidentes de empresas públicas.

Durante as reuniões de secretariado, que ocorrem periodicamente, é feito um balanço das ações desenvolvidas pelo GDF e estabelecidas as prioridades para curto, médio e longo prazos. A abertura doHospital da Criança de Brasília José de Alencar, a prestação de contas de convênios com a União, a construção de 200 quilômetros de ciclovias no DF e a determinação de se agilizar a liberação de alvarás por parte das administrações regionais foram os temas tratados na reunião de hoje. O governador também mencionou a campanha de Brasília pela abertura dos jogos universitários (Universíade) em 2017: a divulgação da cidade sede será feita no próximo dia 29, em Bruxelas.


HOSPITAL DA CRIANÇA
Depois de anos de espera e ausência de solução por parte das gestões anteriores, o governo Agnelo Queiroz construiu a solução jurídica que garantiu que finalmente fosse firmado convenio entre o GDF e Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Homeopatias (Abrace) para a abertura do Hospital da Criança de Brasília José de Alencar. Pelo convênio, o Governo do Distrito Federal repassará recursos para a manutenção da unidade. Esse foi o primeiro tema tratado pelo governador na reunião de hoje à tarde.


PRESTAÇÃO DE CONTAS
Agnelo Queiroz afirmou que o GDF entrará com ações judiciais para responsabilizar gestores públicos passados que não prestaram contas de convênios firmados com o governo federal, deixando o CNPJ do governo local na lista de inadimplentes da União.

“Isso prejudica a formulação de novos convênios e impede o repasse de recursos das emendas parlamentares”, afirmou. “Não vamos perder um centavo dos recursos dessas emendas. Vamos sanar tudo o que for preciso. Já começamos no início do ano um trabalho para regularizar a situação caótica que herdamos com a falta de prestação de contas de convênios nas gestões anteriores”, informou.

CICLOVIAS
O governador determinou a construção de 200 quilômetros de ciclovias no Distrito Federal. As obras começam ainda neste ano. “A Terracap liberará R$ 122 milhões para esse projeto. Os recursos começarão a ser investidos de imediato”, adiantou Agnelo Queiroz.

ALVARÁS
Durante a reunião, o governador determinou agilidade na liberação de alvarás. "Vamos tomar providências urgentes para tornar mais rápida a liberação de alvarás e, assim, desrepresar investimentos privados", destacou. Agnelo Queiroz afirmou ainda que, nos próximos dias, se reunirá com administradores regionais para pedir empenho nessa tarefa.

UNIVERSÍADE
Agnelo Queiroz destacou que, no próximo dia 29, será definida a sede dos Jogos Mundiais Universitários (Universíade) de 2017. Brasília concorre com Taipé, na China. “Temos ótimas expectativas de que esse será mais um dos grandes eventos esportivos internacionais que sediaremos”, afirmou o governador, referindo-se às Copas das Confederações de 2013, do Mundo de 2014, América de 2015 e os Jogos Olímpicos de 2016, entre outros.

AGENDA LEGISLATIVA
Ao final da reunião, o governador Agnelo Queiroz pediu atenção por parte dos gestores do GDF para a agenda legislativa, a fim de que os projetos que precisam ser aprovados pelos deputados distritais sejam encaminhados o mais rápido possível.

O próximo encontro de secretariado ficou marcado para o dia 9 de dezembro –  na ocasião serão apresentadas novas medidas a serem implantadas ainda neste ano. “A máquina pública, infelizmente, é estrutura para não ter agilidade, para não funcionar. É obrigação do gestor enfrentar, criar soluções, fazer acontecer”, ressaltou Agnelo Queiroz.


Secretaria de Comunicação
Governo do Distrito Federal
61 3961 1557
imprensa.secomdf@buriti.df.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário