DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

domingo, 27 de novembro de 2011

Saúde tem mais de mil novos servidores

Eles serão distribuídos para as UPAs de Samambaia e Santa Maria, Hospital da Criança de Brasília José Alencar e unidades com maior carência no atendimento médico. Neste ano, o GDF já contratou mais de 4,5 mil concursados
Brasília, 24 de novembro de 2011 – O resgate da saúde pública do Distrito Federal foi prioridade na agenda do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, nesta semana. Na tarde de hoje, em cerimônia no Teatro Nacional Cláudio Santoro, o governador deu posse a 1.157 servidores que integrarão o quadro efetivo da Secretaria de Saúde. Na quarta-feira, Agnelo Queiroz assinou Termo de Compromisso entre GDF e Governo Federal que integra o Hospital de Base (HBDF) à rede nacional de urgências do Sistema Único de Saúde (SUS) e comandou a inauguração do Hospital da Criança de Brasília José Alencar. As medidas compõem o esforço do governo para recuperar as unidades e conferir excelência aos serviços oferecidos à população.
Os servidores serão distribuídos para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Samambaia e Santa Maria, para o Hospital da Criança de Brasília José Alencar e para unidades com maior carência no atendimento médico. Além dos servidores empossados hoje, a atual gestão já contratou mais de 4,5 mil servidores para a área. Durante a posse dos novos servidores, Agnelo Queiroz defendeu o tratamento humanizado para o paciente. “A saúde pública só funciona com gente e não se faz saúde pública sem a humanização, sem o carinho, sem a dedicação, sem dar amor. Para isso, precisamos de pessoas preparadas. Os mais carentes só têm o sistema público para recorrer e merecem ser tratados com muito amor”, destacou o governador. 
O fortalecimento da saúde básica, a partir de um modelo descentralizado, também está sendo implantado pelo GDF. A proposta é que os casos menos graves sejam tratados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). “Ninguém procura o serviço público por brincadeira, mas a prioridade dos prontos-socorros deve ser para pacientes com risco de morte, para acidentes graves. Vamos ampliar a rede de emergência com a UPAs e desafogar a rede pública. É preciso mudar o modelo de saúde para a atenção básica”, afirmou Agnelo Queiroz.
Setenta por cento dos hospitais da rede pública de saúde já contam nas emergências com atendimento por classificação de risco, assegurando atendimento prioritário a pacientes graves. A classificação de risco consiste na recepção do usuário nos serviços de saúde desde a sua chegada, possibilitando a identificação das prioridades para atendimento segundo a necessidade de saúde: gravidade, risco ou vulnerabilidade do paciente.
Concurso Público – O secretário de Saúde, Rafael Barbosa, anunciou a realização de novo concurso público para o primeiro trimestre de 2012. “Precisamos de mais profissionais para oferecer o que a população merece, que é saúde de qualidade. Para isso, precisamos diminuir o número de servidores comissionados, acabando com a terceirização, e dando lugar aos concursados”, ressaltou.
Os mais de mil servidores que tomaram posse hoje são das carreiras de assistente social; patologia clínica; auxiliar de enfermagem; cirurgião dentista; enfermeiro do trabalho; farmacêutico; fisioterapeuta; nutricionista; psicólogo e técnico administrativo. Também tomaram posse médicos das áreas de cirurgia geral; gastroenterologista; anestesiologista; cardiologista; cirurgia pediátrica; clínica médica; geriatria; ginecologia e obstetrícia; família e comunidade; medicina do trabalho; medicina intensiva; neurologia; neuropediatria; pediatria; e radiologia.

Confira a área dos novos servidores da Saúde:
Cargo
Número de servidores
Técnico Administrativo

140
Auxiliar em enfermagem
364
Enfermeiro
150
Enfermeiro do trabalho
04
Fisioterapeuta
04
Psicólogo
04
Médico
266
Nutricionista
50
Farmacêutico-Bioquímico
65
Cirurgião dentista
80
Patologista clínico
20
Assistente social
10


Nenhum comentário:

Postar um comentário