DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Orgulho cívico



Orgulho cívicoBrito
Mais de 600 pessoas compareceram à Esplanada dos Ministérios para assisitir a Troca da Bandeira este final de semana. 
Sob o olhar atento de espectadores e militares, foi realizada na manhã deste domingo (4), pelo Corpo de Bombeiros Militar do DF, a troca do Pavilhão Nacional, na Praça dos Três Poderes. A cerimônia ocorre sempre no primeiro final de semana de cada mês, seguindo o rodízio realizado pelas Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e forças auxiliares (Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do DF). Cerca de 250 bombeiros desfilaram diante de um público estimado em 600 pessoas, como informou a assessoria da PM.
A Troca da Bandeira foi presidida pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Gilberto Lopes, acompanhado pelo secretário de Esporte, Júlio Cesar Ribeiro, pelo contra-almirante da Marinha Marcos Sampaio Olsen, e pelo representante do vice-governador, Tadeu Filippelli, o tenente-coronel Joeb de Oliveira Júnior.
Após a mudança do pavilhão, sob salvas de canhões e ao som dos hinos Nacional e da Bandeira, foi realizado o desfile de tropas, que contou, ainda, com a participação de crianças do colégio Dom Pedro II, administrado pelo CBMDF. A festividade foi encerrada com uma apresentação do grupo regionalista Mambembrincante.
Troca da Bandeira – Segundo um decreto federal de 1971, a Troca da Bandeira, na Praça dos Três Poderes, deve ocorrer sempre no primeiro domingo de cada mês. Após a retirada, ela é levada para análise e, caso esteja em boas condições, pode voltar a ser hasteada. Caso contrário, o pavilhão é guardado e incinerado em 19 de novembro – Dia da Bandeira. A Bandeira Nacional da Praça dos Três Poderes tem área de 186m² e fica hasteada a 100m de altura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário