DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Ansiedade, como lidar com ela?


Por Joaíma França –  Psicóloga clínica

e-mail: joaimacarneiro@hotmail.com
61 9968-9448 / 8235-8700

Começo de ano é correria. Contas a pagar, cobranças, material dos filhos a comprar, planos e mais planos, enfim, começamos o ano cheios de projetos, responsabilidades e expectativas, o que é normal para a grande maioria. Lidar com essas questões faz parte do cotidiano de muitos de nós e cada um vai “levando a vida” do jeito que sabe. Entretanto, responsabilidades e cobranças em excesso às vezes nos deixam ansiosos. Essa ansiedade até certo ponto é natural e representa uma resposta do nosso organismo ao ambiente que nos cerca, uma maneira de nos protegermos de eventuais problemas que possam surgir no futuro ou de projetar nossas ações antecipadamente, com o objetivo de selecionar a melhor resposta para um determinado problema.
Ninguém quer se sair mal e na verdade, em determinados momentos, antecipamos uma situação, pensando como vamos nos comportar, a fim de não cometermos um erro. Agir assim é saudável, até mesmo prudente, porém quando nos preocupamos além do normal com acontecimentos futuros, os sintomas de ansiedade podem aumentar muito e se tornarem constantes, trazendo bastante sofrimento. Tensões musculares, insônia, irritabilidade, dificuldade de concentração, preocupação excessiva são alguns dos sintomas da ansiedade exagerada e podem ser um sinal de um Transtorno de Ansiedade Generalizada. Nesse caso o comportamento ansioso do indivíduo começa a prejudicar sua vida, tanto socialmente, como fisiologicamente, podendo evoluir para Fobias e Síndromes do Pânico, em alguns casos.
É importante observarmos como encaramos desafios e responsabilidades, procurando agir de maneira equilibrada, avaliando racionalmente nossas ações e suas conseqüências de modo objetivo, a fim de evitar o desespero de tentar controlar o que não se pode controlar. Ao percebemos que não estamos conseguindo lidar com a ansiedade sozinhos é interessante buscar ajuda. A psicoterapia é uma ferramenta bastante útil na busca do equilíbrio do comportamento, nos auxiliando a responder de maneira mais objetiva e eficaz ao ambiente que nos cerca. A meditação, a religião e os esportes, o lazer, também são formas alternativas de desviar nossa mente das preocupações.
Não podemos controlar tudo que acontece ao nosso redor, mas podemos controlar o modo como vamos responder a esses acontecimentos. Reagindo assertivamente e não vivendo apenas na expectativa do futuro, podemos aprender a lidar com a ansiedade, avaliando o presente objetivamente e com calma, rumo a uma vida muito mais tranqüila e satisfatória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário