DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Febre em crianças pode ser encarada com tranquilidade


Apatia e falta de apetite são sinais de que os pais precisam consultar um especialista

É comum os pais ficarem preocupados quando a temperatura do filho sobe, mas especialistas afirmam que nem sempre este sinal deve ser motivo de alarde. A febre, resultado da liberação de substâncias chamadas pirógenos endógenos, é a responsável por acelerar o metabolismo do corpo, em decorrência de processos inflamatórios, melhorando a atuação das células de defesa do organismo contra fungos, bactérias e vírus.  Segundo a Dra. Ilma Cunha Barros, pediatra do Hospital Santa Luzia, a febre é uma defesa do corpo, quando há alguma alteração. “É o organismo tentando se defender”, enfatiza.

Um motivo de maior preocupação, quando a temperatura da criança passa dos 37,5°C é recomendado buscar uma orientação médica, para avaliar a necessidade de utilização de medicamento. Porém, a preocupação não deve ser concentrada unicamente na temperatura, mas no comportamento geral da criança, como a sua disposição para brincadeiras habituais, reclamações sobre dores no corpo e falta de apetite. Quando esses sintomas ocorrem, normalmente, a criança fica irritada, prostrada e desanimada. “A febre aliada a um conjunto de sintomas determina a gravidade da situação”, ressalta a especialista.

Outro ponto a ser levado em consideração é de que a febre pode vir acompanhanda de várias doenças. No caso dos bebês, é comum que tenham febre até os dois anos. “Eles são mais suscetíveis a infecções graves e precisam ser avaliados por médicos antes de qualquer medicação”, alerta a especialista. Os bebês não tem condição de controlar a temperatura do próprio organismo, o que requer um cuidado maior dos cuidadores. “Agasalhar demais aumenta a temperatura do corpo e deixá-lo descoberto diminui, podendo levar até a hipotermia”, afirma.

Para controlar a febre, os pais podem utilizar métodos caseiros, como banho morno. Entretanto, caso a temperatura passe dos 38 graus, a criança deve ser encaminhada para uma avaliação médica imediatamente. “A febre é um sinal de alerta e deve ser tratada. É importante sempre buscar orientação médica, para que o especialista possa avaliar a criança” conclui.

 Fonte: Hospital Santa Luzia

Nenhum comentário:

Postar um comentário