DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Faixa exclusiva na EPNB reduz tempo dentro dos ônibus


Brasiliense que passa de ônibus pelo local tem ficado 20 minutos a menos em média no trânsito. Via Estrutural deve ser a próxima a contar com o corredor exclusivo
Nos últimos sete dias, usuários do sistema de transporte público coletivo que transitam pela Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) têm chegado mais rápido a seu destino. Com a inauguração da faixa exclusiva para ônibus na via, os passageiros estão tendo o tempo médio de suas viagens entre as rodoviárias do Riacho Fundo e do Plano Piloto, por exemplo, reduzido em cerca de 20 minutos nos trajetos de ida e volta.
“Além de aliviar o trânsito na EPNB, estamos estimulando o uso do transporte coletivo. A faixa exclusiva para ônibus tem tudo para se consolidar no Distrito Federal e contribuir para um trânsito mais rápido e mais seguro para todos”, destacou o governador do DF, Agnelo Queiroz.
A economia de tempo percebida nesta primeira semana de uso da faixa exclusiva deve ser ainda maior. De acordo com o diretor-geral do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), Marco Antonio Campanella, novos ajustes serão providenciados nos próximos dias. Entre eles, a permissão para que táxis usem o corredor exclusivo. A medida deve dar maior fluidez nas duas faixas da via que ficaram destinadas aos carros.
“Também iremos impedir o trânsito de caminhões na EPNB em horários de pico, das 6h às 9h30 e das 16h30 às 20h, além de permitir a passagem de coletivos escolares na faixa a partir do momento em que as aulas forem retomadas”, informou Campanella.
Outra providência será uma obra no viaduto da Candangolândia, onde será construída uma alça que permitirá a continuidade da faixa exclusiva. Mudança na abertura dos semáforos também está sendo estudada para que o trânsito fique retido o menor tempo possível.
A intenção é que todas as alternativas já tenham sido verificadas até o final de janeiro, quando recomeçam as aulas, e com elas o movimento intenso na estrada. De acordo com o DFTrans, 140 mil veículos passam pela EPNB  por dia nos dias úteis.  
Pontualidade – Na avaliação do diretor-geral do DFTrans, a iniciativa tem atendido seu propósito.  “O projeto está sendo bem sucedido. Os trabalhadores agora têm a garantia de que chegarão pontualmente ao serviço. O objetivo é incentivar as pessoas a deixarem o carro em casa e usarem o ônibus. Todos saem ganhando”, defendeu.
A opinião positiva é compartilhada pela estudante Amanda de Moura, 17 anos. Moradora de Samambaia, ela faz estágio na área central do Plano Piloto. Desde a semana passada, tem ficado 30 minutos a menos dentro do ônibus no trajeto casa-trabalho e trabalho-casa. “A mudança foi excelente. Acredito que deve ser ampliada para todo o Distrito Federal”, afirmou.
A ideia da faixa exclusiva para ônibus será estendida para outras regiões do Distrito Federal. Nesta quarta-feira (04), técnicos do DFTrans, Detran e policiais militares vão se reunir para discutir os detalhes da implantação do sistema em outros locais. O mais provável é que a Via Estrutural seja a próxima pista a contar com o projeto.
Outros corredores exclusivos de ônibus serão implantados na BR-020, entre Sobradinho I e a entrada da Ponte do Bragueto;  na BR-040, entre o Viaduto de Santa Maria e o Viaduto da Candangolândia; no Eixo Monumental, entre o Cruzeiro Velho e a Rodoviária do Plano Piloto; na Avenida Hélio Prates, entre o Centro/Feira de Ceilândia e o antigo Buritinga; na DF-085, entre o Estádio e o Centro de Taguatinga; e na Via Estrutural, entre a Cidade do Automóvel e a entrada do Viaduto Ayrton Senna (pico da manhã) e entre o Posto do Batalhão da Polícia Militar de Trânsito e o Viaduto do Pistão Norte (pico da tarde).

Mais detalhes

Nenhum comentário:

Postar um comentário